Seet
Sobral – 300×100

Elenil cobra investimento nas polícias, mais segurança no "É Pra Já" e prisão de grandes traficantes

admin -

<span style="font-size:14px;">O deputado estadual Elenil da Penha (PMDB) defendeu na sess&atilde;o ordin&aacute;ria desta quarta-feira, 12, na Assembleia Legislativa (AL), uma resposta imediata do poder p&uacute;blico para os casos de viol&ecirc;ncia em Aragua&iacute;na. O parlamentar citou o caso da unidade do &quot;&Eacute; Pra J&aacute;&quot; que j&aacute; foi assaltada v&aacute;rias vezes.<br />
<br />
Para o deputado, a viol&ecirc;ncia tem atingido n&iacute;veis alarmantes, deixando, cada vez mais, o cidad&atilde;o ref&eacute;m da criminalidade. <em>&quot;Recentemente, li, nas redes sociais, o desabafo de uma servidora do &#39;&Eacute; Pra J&aacute;&#39;, em Aragua&iacute;na. A unidade, segundo ela, j&aacute; foi roubada pelo menos cinco vezes. O alvo &eacute; sempre o correspondente do Banco do Brasil, que fica no pr&eacute;dio. O sentimento de inseguran&ccedil;a dessa servidora &eacute; comum a todos os araguainenses&rdquo;</em>, afirmou o parlamentar, em discurso feito na tribuna da Casa.<br />
<br />
Elenil pediu que o policiamento da unidade seja refor&ccedil;ado, a fim de evitar novas a&ccedil;&otilde;es criminosas no local. <em>&ldquo;Os servidores est&atilde;o assustados, temerosos. Precisamos tomar provid&ecirc;ncias. N&atilde;o podemos deixar que os funcion&aacute;rios e os usu&aacute;rios convivam com o medo de, qualquer hora, estarem sob a mira de criminosos&rdquo;</em>, explicou o deputado.<br />
<br />
Ainda durante o seu pronunciamento, Elenil lembrou que a maioria dos casos de viol&ecirc;ncia tem rela&ccedil;&atilde;o com o tr&aacute;fico de drogas e, por isso, &eacute; fundamental que as institui&ccedil;&otilde;es trabalhem juntas para combat&ecirc;-lo. <em>&ldquo;A maioria dos assassinatos ocorridos em Aragua&iacute;na tem liga&ccedil;&atilde;o com o tr&aacute;fico de entorpecentes. Pessoas est&atilde;o morrendo e matando por causa do v&iacute;cio, do lucro com a venda de drogas e pela disputa por pontos. E eles s&atilde;o muitos e est&atilde;o espalhados por v&aacute;rios pontos da cidade. A Feirinha, o mais famoso deles, &eacute; uma das regi&otilde;es mais violentas do munic&iacute;pio. O poder p&uacute;blico precisa agir, resgatando os jovens e impedindo que eles sigam por este caminho. &Eacute; preciso tamb&eacute;m prender os grandes traficantes, desmontar as quadrilhas que lucram milh&otilde;es com a comercializa&ccedil;&atilde;o de subst&acirc;ncias il&iacute;citas e enfraquecer o crime organizado. E, para isso, claro, temos que investir nas nossas pol&iacute;cias, dar a elas condi&ccedil;&otilde;es para desempenhar o seu trabalho de forma eficiente&rdquo;</em>, finalizou o deputado.</span>

Comentários pelo Facebook: