Sobral – 300×100
Seet

Prefeitos de Riachinho e Esperantina são expulsos do PT por terem apoiado Sandoval; tem mais 12 na lista

admin -

<span style="font-size:14px;">Em reuni&atilde;o ocorrida na noite desta segunda-feira, 18 de maio, a Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores (PT) do Tocantins, julgou e decidiu pela expuls&atilde;o dos prefeitos Fransergio Alves Rocha do munic&iacute;pio de Riachinho e Albino Xavier do munic&iacute;pio de Esperantina, ambos na regi&atilde;o do Bico do Papagaio.<br />
<br />
Segundo o PT, a motiva&ccedil;&atilde;o da expuls&atilde;o &eacute; a infidelidade partid&aacute;ria, infra&ccedil;&atilde;o prevista na Resolu&ccedil;&atilde;o n&ordm; 13/2014, que disp&otilde;e sobre a atua&ccedil;&atilde;o do partido concernente &agrave; infidelidade. <em>&quot;Estes prefeitos n&atilde;o seguiram as orienta&ccedil;&otilde;es do partido nas elei&ccedil;&otilde;es de 2014, apoiando candidaturas opositoras &agrave; decis&atilde;o do PT, homologada em Conven&ccedil;&atilde;o Estadual. Nesta ocasi&atilde;o, estes prefeitos, manifestaram apoio a candidatos a Deputado Estadual e Federal, al&eacute;m de Governador e Senador da coliga&ccedil;&atilde;o de oposi&ccedil;&atilde;o</em>&quot;, informou a Executiva do PT.<br />
<br />
Nas elei&ccedil;&otilde;es de 2014, o PT se coligou com o PMDB de Marcelo Miranda. No entanto, os dois prefeitos apoiaram o ex-governador Sandoval Cardoso (SD).&nbsp;<br />
<br />
Atualmente, o PT disse que est&aacute; avaliando mais doze processos disciplinares contra vice-prefeitos, vereadores, ex-prefeitos e outras lideran&ccedil;as, pelo mesmo motivo.<br />
<br />
Com a expuls&atilde;o dos dois prefeitos, o PT conta agora com quatro prefeitos no Estado: Assilon Soares Filho (Arapoema), Ezequiel Guimar&atilde;es (Couto Magalh&atilde;es), Jos&eacute; Santana (Colinas), Jos&eacute; Rodrigues da Silva (Alian&ccedil;a do Tocantins).<br />
<br />
O Presidente Estadual do PT do Tocantins, J&uacute;lio C&eacute;sar Brasil, afirmou que o partido tem princ&iacute;pios que norteiam as condutas de seus membros. <em>&ldquo;O Partido vive um momento em que o seu rumo est&aacute; sendo rediscutido. Para continuarmos fazendo as mudan&ccedil;as que o Brasil precisa, o PT precisa valorizar a sua hist&oacute;ria, sua origem. E, a fidelidade &eacute; um dos princ&iacute;pios indispens&aacute;veis&rdquo;,</em>&nbsp;afirmou o presidente.&nbsp;</span>

Comentários pelo Facebook: