Seet
Sobral – 300×100

Em audiência pública organizada por Valderez, secretário Bonilha apresenta indicadores da Saúde de 2014

admin -

<span style="font-size:14px;">O secret&aacute;rio estadual da Sa&uacute;de, Samuel Bonilha, apresentou na tarde de segunda-feira, 18, no Plenarinho da Assembleia Legislativa (AL), a presta&ccedil;&atilde;o de contas da pasta referente ao ano de 2014. Presidida pela deputada estadual e presidente da Comiss&atilde;o de Sa&uacute;de, Meio Ambiente e Turismo, Valderez Castelo Branco (PP), a Audi&ecirc;ncia P&uacute;blica contou com a presen&ccedil;a de uma equipe t&eacute;cnica da pasta que exemplificou com tabelas e gr&aacute;ficos tudo o que foi gasto no ano passado.<br />
<br />
De acordo com Valderez, a apresenta&ccedil;&atilde;o foi satisfat&oacute;ria e de extrema import&acirc;ncia para dar mais transpar&ecirc;ncia &agrave;s contas do Governo. &ldquo;Foi esclarecedora, detalhada. A equipe mostrou diversos relat&oacute;rios para todos os presentes, que, inclusive, est&atilde;o &agrave; disposi&ccedil;&atilde;o de todos por meio da Comiss&atilde;o de Sa&uacute;de da Assembleia&rdquo;, disse.<br />
<br />
Na ocasi&atilde;o, Bonilha explicou que as contas de 2014 estavam sendo apresentadas somente este ano pelo fato de n&atilde;o ter ocorrido presta&ccedil;&atilde;o em nenhum quadrimestre do ano passado.<br />
<br />
<u><strong>Dados</strong></u><br />
<br />
Na ocasi&atilde;o, a superintendente de Planejamento do SUS da Sesau, Luiza Regina Dias Noleto, tra&ccedil;ou um panorama geral da Sa&uacute;de no Tocantins e detalhou gastos, metas e as a&ccedil;&otilde;es realizadas nas mais diversas &aacute;reas.&nbsp; Dos 13 indicadores de objetivos que est&atilde;o do Plano Estadual de Sa&uacute;de (PES) e Plano Plurianual (PPA) 2012-2015, oito foram alcan&ccedil;ados entre 76% a 100%, um foi alcan&ccedil;ado entre 51% a 75%, um foi alcan&ccedil;ado entre 1% a 50% e tr&ecirc;s n&atilde;o foram alcan&ccedil;ados. J&aacute; das 221 metas estabelecidas no PES e PPA, 113 foram atingidas entre 76% a 100%, 13 foram atingidas entre 51% a 75%, 29 foram atingidas entre 1% a 50%, 66 n&atilde;o foram realizadas/atingidas e tr&ecirc;s n&atilde;o foram mensuradas.<br />
<br />
<em>&ldquo;Na &aacute;rea da Aten&ccedil;&atilde;o Prim&aacute;ria, por exemplo, no ano de 2014, no quesito de acompanhamento das condicionalidades de sa&uacute;de do Programa Bolsa Fam&iacute;lia n&oacute;s t&iacute;nhamos a meta de 80,00 e atingimos 77,54, j&aacute; no quesito de cobertura da popula&ccedil;&atilde;o pelas equipes de Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica t&iacute;nhamos a meta de 87,00 e chegamos a 87,40&rdquo;</em>, detalhou a superintendente Luiza Regina.<br />
<br />
<u><strong>Atendendo &agrave; Lei</strong></u><br />
<br />
A Lei Complementar N&ordm; 141/2012 aponta que &quot;o gestor do SUS apresentar&aacute;, at&eacute; o final dos meses de maio, setembro e fevereiro de cada ano, em audi&ecirc;ncia p&uacute;blica na Casa Legislativa do respectivo ente da Federa&ccedil;&atilde;o, o relat&oacute;rio detalhado referente ao quadrimestre anterior que deve conter, no m&iacute;nimo, as seguintes informa&ccedil;&otilde;es: montante e fonte dos recursos aplicados no per&iacute;odo; auditorias realizadas ou em fase de execu&ccedil;&atilde;o no per&iacute;odo e sua recomenda&ccedil;&otilde;es e determina&ccedil;&otilde;es; a oferta e produ&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os p&uacute;blicos na rede assistencial pr&oacute;pria, contratada e conveniada, cotejando esses dados com os indicadores de sa&uacute;de da popula&ccedil;&atilde;o em seu &acirc;mbito de atua&ccedil;&atilde;o&quot;.<br />
<br />
<u><strong>Presen&ccedil;as</strong></u><br />
<br />
Tamb&eacute;m estavam presentes os deputados estaduais Paulo Mour&atilde;o (PT), Olyntho Neto (PSDB), Luana Ribeiro (PR), representantes de entidades da &aacute;rea da sa&uacute;de, imprensa e membros da sociedade civil.</span>

Comentários pelo Facebook: