Sobral – 300×100
Seet

China põe fim ao embargo à carne brasileira e vai habilitar 26 frigoríficos

admin -

<span style="font-size:14px;">O Brasil dever&aacute; ter 26 plantas frigor&iacute;ficas habilitadas a exportar para a China at&eacute; junho deste ano, o que pode representar cerca de US$ 520 milh&otilde;es em vendas para o pa&iacute;s oriental. O an&uacute;ncio foi feito na manh&atilde; desta ter&ccedil;a-feira (19) pela ministra K&aacute;tia Abreu (Agricultura, Pecu&aacute;ria e Abastecimento) depois de receber em audi&ecirc;ncia o ministro chin&ecirc;s da Administra&ccedil;&atilde;o de Inspe&ccedil;&atilde;o de Qualidade e Quarentena, Zhu Shuping.<br />
<br />
Ainda na manh&atilde; desta ter&ccedil;a, a presidenta Dilma Rousseff e o primeiro-ministro da China, Li Keqiang, oficializaram a libera&ccedil;&atilde;o da venda de carne bovina para o mercado chin&ecirc;s, embargada desde 2012. A presidenta recebeu o primeiro-ministro chin&ecirc;s em solenidade no Pal&aacute;cio do Planalto.<br />
<br />
Do total de plantas habilitadas, nove frigor&iacute;ficos (oito de bovinos e um de aves) tiveram a habilita&ccedil;&atilde;o oficializada hoje, junto com a assinatura do fim do embargo da China &agrave; carne brasileira.<br />
<br />
Segundo a ministra K&aacute;tia Abreu, o governo chin&ecirc;s se comprometeu em liberar as 17 plantas restantes em junho, durante visita oficial da ministra ao pa&iacute;s oriental. <em>&ldquo;Entreguei toda a documenta&ccedil;&atilde;o em ingl&ecirc;s para o ministro. Ele saiu daqui com a promessa de uma coopera&ccedil;&atilde;o r&aacute;pida, de que tem toda disposi&ccedil;&atilde;o de ajudar&rdquo;</em>, disse.</span>

Comentários pelo Facebook: