Seet
Sobral – 300×100

Menor confessa participação na morte de taxista, mas atribui ao comparsa autoria dos tiros

admin -

<span style="font-size:14px;"><span style="font-size:12px;"><u>Fernando Almeida</u><br />
<em>Aragua&iacute;na Not&iacute;cias</em></span><br />
<br />
Os dois suspeitos de matar o taxista&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Elesb&atilde;o Alves da Silva,</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;de 57 anos, foram presos no Estado do Par&aacute; e chegaram a Aragua&iacute;na (TO) na&nbsp;madrugada desta quinta-feira, 21.&nbsp; O menor de 17 anos confessou o crime e atribuiu a autoria dos disparos ao comparsa Evandro Silva Ara&uacute;jo, de 22 anos.<br />
<br />
A PM paraense prendeu os suspeitos no povoado de Sapucaia (PA) e tamb&eacute;m apreendeu o t&aacute;xi da v&iacute;tima, um rev&oacute;lver calibre 38 que pode ter sido usado no crime, quatro muni&ccedil;&otilde;es deflagradas e tr&ecirc;s intactas. Al&eacute;m de R$ 1.100 em esp&eacute;cie e o GPS do ve&iacute;culo.<br />
<br />
Em entrevista, o delegado respons&aacute;vel Hemerson Fonseca, titular da DEIC, afirmou que somente o menor confessou o crime. O menor atribuiu a responsabilidade dos disparos ao colega Evandro Silva Ara&uacute;jo. Ao ser questionado informalmente, Evandro assumiu a participa&ccedil;&atilde;o no delito, mas depois disse que s&oacute; falaria em ju&iacute;zo. Ele preferiu n&atilde;o dar declara&ccedil;&otilde;es &agrave; imprensa, ap&oacute;s chegar em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Segundo o delegado, os suspeitos alegaram que o taxista reagiu ao assalto e, por este motivo, foi executado com dois tiros. Ap&oacute;s a execu&ccedil;&atilde;o, os suspeitos jogaram o corpo em um riacho pr&oacute;ximo a Santa F&eacute;, no final da tarde de ter&ccedil;a-feira, 19, e fugiram para o Par&aacute;. O corpo de Elesb&atilde;o Alves da Silva, 57 anos, s&oacute; foi encontrado na noite desta quinta-feira (20) no riacho &agrave;s margens da TO-222, entre Santa F&eacute; e Porto Lemos (TO).<br />
<br />
Para o delegado Hemerson Fonseca, a pol&iacute;cia j&aacute; tem elementos suficientes para atribuir a autoria do latroc&iacute;nio aos dois suspeitos. <em>&ldquo;N&oacute;s temos o ve&iacute;culo apreendido com subst&acirc;ncias hemat&oacute;ides (sangue), provavelmente da v&iacute;tima. Vamos aguardar a per&iacute;cia. Apreendemos a arma de fogo, supostamente usada para cometer o homic&iacute;dio. E tamb&eacute;m as declara&ccedil;&otilde;es do menor infrator (17 anos), que confessou a pr&aacute;tica delituosa,&rdquo;</em> explicou.<br />
<br />
Os suspeitos v&atilde;o responder por latroc&iacute;nio (roubo seguido de morte) e oculta&ccedil;&atilde;o de cad&aacute;ver. Os dois crimes prev&ecirc;em pena de 20 a 30 anos.&nbsp; Evandro Silva Ara&uacute;jo vai ficar preso na CPPA de Aragua&iacute;na e a Justi&ccedil;a vai determinar o destino do menor infrator.</span>

Comentários pelo Facebook: