Sobral – 300×100
Seet

Polícia Civil prende empresário por reproduzir livros de medicina sem autorização

admin -

<span style="font-size:14px;">Um empres&aacute;rio, dono de uma fotocopiadora em Aragua&iacute;na (TO), foi preso em flagrante pela Pol&iacute;cia Civil nesta quinta-feira (21) por crime de viola&ccedil;&atilde;o de direitos autorais. O empres&aacute;rio, que n&atilde;o teve o nome revelado, estava reproduzindo livros integralmente sem autoriza&ccedil;&atilde;o em seu estabelecimento.<br />
<br />
Segundo a delegada&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Maria Denisit&acirc;nia Cunha,&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">titular da Delegacia Fazend&aacute;ria de Aragua&iacute;na, a den&uacute;ncia foi feita pela pr&oacute;pria v&iacute;tima, o MedGrupo &ndash;&nbsp;empresa especializada em preparat&oacute;rio para acad&ecirc;micos de medicina, para concurso em resid&ecirc;ncia m&eacute;dica &ndash; com sede no Rio de Janeiro e filial em Aragua&iacute;na.<br />
<br />
Na den&uacute;ncia, a empresa relata que realizou uma a&ccedil;&atilde;o de ronda nas cidades onde tem filiais, enviando um funcion&aacute;rio a v&aacute;rias copiadoras para tentar comprar reprodu&ccedil;&otilde;es integrais de seus materiais, confirmando assim a venda ilegal. Assim, a empresa reuniu provas documentais de que c&oacute;pias integrais de suas apostilas eram comercializadas no estabelecimento denunciado. Diante das provas apresentadas, foi efetuada a apreens&atilde;o de computadores e uma lista de pre&ccedil;os das apostilas.<br />
<br />
O propriet&aacute;rio do estabelecimento foi detido e liberado ap&oacute;s prestar esclarecimentos e efetuar o pagamento de fian&ccedil;a, no valor de R$ 3 mil, para responder ao processo em liberdade. (Com informa&ccedil;&otilde;es do Jornal do Tocantins)</span>

Comentários pelo Facebook: