Seet
Sobral – 300×100

Uso inadequado de colírio pode desenvolver o glaucoma e levar a cegueira irreversível

admin -

<span style="font-size:14px;">Voc&ecirc; sabia que o uso inadequado de produtos oftalmol&oacute;gicos com cortic&oacute;ide pode desenvolver o glaucoma e inclusive levar a perda da vis&atilde;o? Conhecida como uma doen&ccedil;a &ldquo;silenciosa&rdquo;, o glaucoma &eacute; uma enfermidade caracterizada pela altera&ccedil;&atilde;o do nervo &oacute;ptico, cujo principal fator de risco &eacute; a eleva&ccedil;&atilde;o da press&atilde;o interna dos olho. Foi pensando na import&acirc;ncia de divulgar informa&ccedil;&otilde;es como esta e do diagn&oacute;stico precoce como a principal forma de preven&ccedil;&atilde;o, que a Cl&iacute;nica de Olhos Yano, em Palmas, far&aacute; nesta ter&ccedil;a-feira, 26, &agrave;s 16h30, um evento social em comemora&ccedil;&atilde;o ao Dia Nacional de Combate ao Glaucoma.<br />
<br />
Segundo a Organiza&ccedil;&atilde;o Mundial de Sa&uacute;de (OMS), o glaucoma atinge cerca de 65 milh&otilde;es de pessoas no mundo&nbsp; e &eacute; a principal causa de cegueira em toda popula&ccedil;&atilde;o mundial. Al&eacute;m do mal uso de col&iacute;rios com cortic&oacute;ide, diversos fatores podem influenciar no desenvolvimento da doen&ccedil;a, entre eles a diab&eacute;tes, hist&oacute;rico familiar da doen&ccedil;a, pessoas com press&atilde;o intra-ocular elevada, entre outros.<br />
<br />
A falta de controle sobre a comercializa&ccedil;&atilde;o de col&iacute;rios com cortic&oacute;ide tem sido alvo de cr&iacute;ticas de entidades m&eacute;dicas. <em>&quot;Geralmente a pessoa recebe a indica&ccedil;&atilde;o de usar o col&iacute;rio com cortic&oacute;ide para sanar um problema espec&iacute;fico, e sem nenhum acompanhamento m&eacute;dico volta a usar o mesmo medicamento por longos per&iacute;odos, toda vez que sentir um incomodo no olho. Infelizmente o paciente desconhece que o corticoide provoca danos na estrutura do olho que levam ao aumento da press&atilde;o ocular, e que pode causar cegueira&quot;</em>, explica a oftalmologista Dra. Susan Yano Mocelin, da Cl&iacute;nica de Olhos Yano, especialista em Glaucoma e Lentes de Contato.<br />
<br />
De acordo com a especialista, o glaucoma se inicia de forma bastante lenta e tem como complicador o fato de, na maioria dos casos, n&atilde;o apresentar sintomas.<em> &ldquo;Em muitos casos, quando o paciente procura um m&eacute;dico j&aacute; podem ter ocorrido danos s&eacute;rios e, muitas vezes, irrevers&iacute;veis. Por isso estamos fazendo esse evento para que mais pessoas se atentem para o diagn&oacute;stico precoce&rdquo;</em>, completa Dra Susan.<br />
<br />
<u><strong>Evento</strong></u><br />
<br />
Desde de 2012 que a Cl&iacute;nica de Olhos Yano realiza anualmento a&ccedil;&otilde;es sociais no Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Al&eacute;m de conscientizar a popula&ccedil;&atilde;o a iniciativa tem por objetivo chamar a aten&ccedil;&atilde;o de autoridades e formadores de opini&atilde;o sobre a magnitude do problema, que deve se acentuar com o aumento da expectativa de vida da popula&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
<em>&ldquo;Este &eacute; um compromisso da Cl&iacute;nica de Olhos Yano com a sociedade palmense. Qualquer pessoa poder&aacute; fazer a triagem e receber&aacute; orienta&ccedil;&otilde;es de como proceder, caso seja descoberta a suspeita da doen&ccedil;a</em>&rdquo;, conta o oftalmologista Dr. Juliano Perfeito.<br />
<br />
O evento ser&aacute; realizado a partir das 16h30, na sede da Cl&iacute;nica de Olhos Yano, localizado no Ed. Medical Palmas Medical Center (salas 601, 602, 603, 608 e 609), 401 Sul, Av. LO 11, Conj 02, Lot. Telefone: (63) 3214-6800.<br />
<br />
<strong><u>Simp&oacute;sio Internacional</u></strong><br />
<br />
No m&ecirc;s de maio, entre 14 e 16, a Dra Susan Yano participou do XVI Simp&oacute;sio Internacional da Sociedade Brasileira de Glaucoma, em Goiania. O evento foi promovido pela Sociedade Brasileira de Glaucoma, que mais uma vez abordou o problema da venda sem controle dos col&iacute;rios com cortic&oacute;ide. A sociedade j&aacute; protocolou duas solicita&ccedil;&otilde;es de regula&ccedil;&atilde;o da vendas desses produtos &agrave; Ag&ecirc;ncia Nacional de Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria (Anvisa), mas n&atilde;o houve sucesso.<br />
<br />
<u><strong>Saiba mais</strong></u><br />
<br />
Principais fatores de risco<br />
– Pessoas com hist&oacute;ria de glaucoma na fam&iacute;lia<br />
– Pessoas com press&atilde;o intra-ocular elevada<br />
– Todas as pessoas, principalmente de origem hisp&acirc;nica, com mais de 60 anos de idade<br />
– Descendentes de africanos<br />
– Diab&eacute;ticos<br />
– Usu&aacute;rios de ester&oacute;ides por um longo tempo<br />
– Portadores de les&otilde;es oculares</span>

Comentários pelo Facebook: