Seet
Sobral – 300×100

MPE recebe presos em flagrante por tráfico de drogas em razão da falta de Delegados

admin -

<span style="font-size:14px;">A Promotoria de Justi&ccedil;a de Guara&iacute; (TO) solicitou a pris&atilde;o preventiva de Elenilson da Silva Aires e Ronielson Soares Calazans ap&oacute;s serem apreendidos com 14,9 kg de maconha e 1,6 kg de coca&iacute;na. Os acusados foram detidos pela Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal nesta ter&ccedil;a-feira, 26, por volta das 17h30. O Poder Judici&aacute;rio atendeu ao pedido do MPE e decretou a pris&atilde;o preventiva dos dois acusados.<br />
<br />
O Promotor de Justi&ccedil;a Gulherme Goseling Ara&uacute;jo, respons&aacute;vel pelo caso, relata que em virtude da aus&ecirc;ncia de Delegado de Pol&iacute;cia de plant&atilde;o para receber o flagrante ap&oacute;s as 18h, e da falta de efetivo da Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal para deslocar os acusados at&eacute; Palmas, coube ao MPE instaurar procedimento investigat&oacute;rio para apura&ccedil;&atilde;o do crime de tr&aacute;fico il&iacute;cito de drogas.<br />
<br />
A decis&atilde;o de solicitar a pris&atilde;o preventiva levou em considera&ccedil;&atilde;o o poder investigat&oacute;rio do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, reconhecido pelo Supremo Tribunal Federal, a gravidade do crime praticado e a eminente soltura dos detidos.<br />
<br />
<em>&ldquo;A pris&atilde;o preventiva tem a finalidade de garantir a aplica&ccedil;&atilde;o da lei penal, visto que os dois n&atilde;o possuem qualquer v&iacute;nculo com a cidade de Guara&iacute; e tampouco t&ecirc;m endere&ccedil;o confirmado. Se permanecessem soltos, poderiam empreender fuga e jamais serem encontrados novamente&rdquo;.</em><br />
<br />
Ap&oacute;s a pris&atilde;o preventiva, os acusados foram encaminhados &agrave; cadeia p&uacute;blica de Guara&iacute;.</span>

Comentários pelo Facebook: