Seet
Sobral – 300×100

Futuros moradores do Jardins Siena aceleram projetos e iniciam das casas

admin -

<span style="font-size:14px;">Centenas de fam&iacute;lias araguainenses que escolheram o Jardins Siena como local para viver buscam a t&atilde;o almejada qualidade de vida. Faltando poucos meses para a entrega do empreendimento, a Fam&iacute;lia Vicente tomou a dianteira e j&aacute; iniciou a constru&ccedil;&atilde;o da t&atilde;o sonhada casa. Uma das filhas do cl&atilde;, Carolina Carneiro Vicente, 28 anos, assumiu a condu&ccedil;&atilde;o de todos os tr&acirc;mites da obra por uma raz&atilde;o simples. <em>&ldquo;Eu e minha fam&iacute;lia quase mudamos para outra cidade para morarmos em um condom&iacute;nio fechado. S&oacute; n&atilde;o fizemos isso porque descobrimos o lan&ccedil;amento do Jardins Siena&rdquo;.</em><br />
<br />
Para alcan&ccedil;ar a meta de concluir a casa at&eacute; abril de 2016, Carolina adiantou todos os documentos exigidos pela FGR Urbanismo e pela Prefeitura para iniciar as obras justamente agora, no fim do per&iacute;odo das chuvas. <em>&ldquo;Estamos empolgados e felizes para que a constru&ccedil;&atilde;o fique pronta e que os vizinhos tamb&eacute;m comecem, pois assim podemos desfrutar dos benef&iacute;cios que o condom&iacute;nio oferece. &Eacute; uma sensa&ccedil;&atilde;o de sonho realizado quando vejo o projeto do papel sendo concretizado com a obra. Cada tijolo colocado &eacute; um pedacinho do sonho que est&aacute; se realizando&rdquo;</em>, conta Carolina.<br />
<br />
<u><strong>Primeiro as filhas</strong></u><br />
<br />
<em>&ldquo;A decis&atilde;o de morar no Jardins Siena foi das minhas filhas&rdquo;</em>, conta o m&eacute;dico psiquiatra, Luiz Carlos de Oliveira. Ele admite que n&atilde;o conhecia o condom&iacute;nio, mas que a seguran&ccedil;a, a urbaniza&ccedil;&atilde;o e o conforto chamaram aten&ccedil;&atilde;o dele e da fam&iacute;lia. Dr. Luiz Carlos tamb&eacute;m est&aacute; com toda a documenta&ccedil;&atilde;o necess&aacute;ria em andamento e considera corretas as normativas exigidas pela FGR Urbanismo &ldquo;para que o Jardins Siena seja um lugar bem organizado&rdquo;. E j&aacute; que foram as filhas que assumiram o novo projeto de vida, o m&eacute;dico &eacute; justo: &ldquo;As duas primeiras casas que vou construir s&atilde;o delas&rdquo;.<br />
<br />
<u><strong>Resgatando valores</strong></u><br />
<br />
A comerciante Tatiana Dinelly Bonato e o odont&oacute;logo &Aacute;lvaro Roque Bonato t&ecirc;m um sonho. <em>&ldquo;Quero devolver aos meus filhos a inf&acirc;ncia roubada por um mundo l&aacute; fora cada vez mais perigoso&rdquo;</em>, conta a m&atilde;e.&nbsp; E a decis&atilde;o foi repentina. <em>&ldquo;Quando o Jardins Siena apareceu, est&aacute;vamos come&ccedil;ando a construir a nossa casa em outro lugar. Acabamos nos encantando com o projeto da FGR Urbanismo e paramos a nossa obra. E aqui estamos realizando um sonho&rdquo;</em>, afirma Tatiana.<br />
<br />
A fam&iacute;lia j&aacute; tinha boas refer&ecirc;ncias do &ldquo;Jeito Jardins de Viver&rdquo; ap&oacute;s visitar um amigo na cidade de Goi&acirc;nia e tamb&eacute;m concorda com todo o processo de aprova&ccedil;&atilde;o dos projetos. <em>&ldquo;As normas exigidas fazem toda a diferen&ccedil;a. Se vamos conviver com outras pessoas, temos que respeitar os limites de cada um. Acredito que, se at&eacute; hoje deu certo, muito se deve a isso</em>&rdquo;, pontua a comerciante.<br />
<br />
A cada dia, cresce a expectativa do casal sobre liberdade que os filhos Matheus (13) e Maria Valentina (3) ter&atilde;o dentro do condom&iacute;nio. <em>&ldquo;Quando o nosso sonho se concretizar, vai ser maravilhoso saber que nossos filhos est&atilde;o l&aacute; fora brincando com seguran&ccedil;a e eu e minha esposa tranquila. Teremos mais tempo para a fam&iacute;lia e com qualidade de vida!</em>&rdquo;, conclui o pai, &Aacute;lvaro.</span>

Comentários pelo Facebook: