Seet
Sobral – 300×100

Assassino confesso de taxista responderá por quatro crimes e poderá pegar até 42 anos de prisão

admin -

<span style="font-size:14px;">O Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) denunciou, neste domingo, dia 31 de maio, Evandro Silva Ara&uacute;jo, de 22 anos, pelo assassinato do taxista araguainense Elesb&atilde;o Alves da Silva, de 57 anos, caso que teve grande repercuss&atilde;o junto a comunidade.<br />
<br />
O crime ocorreu em 19 de maio deste ano, ap&oacute;s Evandro Silva, juntamente com um menor de 17 anos, contratar o servi&ccedil;o da v&iacute;tima para uma viagem de t&aacute;xi entre Aragua&iacute;na e Santa F&eacute; do Araguaia. O acusado j&aacute; estaria premeditando anunciar o assalto durante o trajeto. Diante da recusa do taxista em entregar o ve&iacute;culo &agrave; dupla, Evandro desferiu tiros na cabe&ccedil;a de Elesb&atilde;o.&nbsp;<br />
<br />
Evandro Silva Ara&uacute;jo, que informou ter a profiss&atilde;o de vaqueiro, foi denunciado pelos crimes de latroc&iacute;nio consumado, oculta&ccedil;&atilde;o de cad&aacute;ver, porte ilegal de arma de fogo e por corrup&ccedil;&atilde;o de menores, j&aacute; que um primo adolescente o acompanhou durante todo o ocorrido. O Promotor de Justi&ccedil;a Paulo Alexandre Rodrigues de Siqueira, que assina a den&uacute;ncia, solicitou que seja mantida a pris&atilde;o preventiva de Evandro. Ele est&aacute; detido na Casa de Pris&atilde;o Provis&oacute;ria de Aragua&iacute;na.<br />
<br />
O crime de latroc&iacute;nio prev&ecirc; pena de 20 a 30 anos de reclus&atilde;o; a pena para oculta&ccedil;&atilde;o de cad&aacute;ver varia de 1 a 3 anos; corrup&ccedil;&atilde;o de menores, de 2 a 5 anos, e porte ilegal de arma de fogo, de 2 a 4 anos.&nbsp;<br />
<br />
<u><strong>O assassinato</strong></u><br />
<br />
Segundo a den&uacute;ncia apresentada pelo MPE, baseada no inqu&eacute;rito policial, Evandro Silva Ara&uacute;jo iniciou a corrida no t&aacute;xi de Elesb&atilde;o na Pra&ccedil;a das Na&ccedil;&otilde;es, em Aragua&iacute;na. Quando estavam num trecho da rodovia TO-222, pr&oacute;ximo &agrave; cidade de Santa F&eacute; do Tocantins, anunciou o assalto, efetuando tr&ecirc;s disparos contra a cabe&ccedil;a da v&iacute;tima ap&oacute;s o taxista se negar a entregar seu ve&iacute;culo.<br />
<br />
Um outro disparo foi realizado na regi&atilde;o abdominal da v&iacute;tima, antes de seu corpo ser colocado no porta-malas do carro.<br />
<br />
Depois disso, o acusado dirigiu o ve&iacute;culo at&eacute; as proximidades de um c&oacute;rrego, onde o corpo de Elesb&atilde;o Alves foi abandonado. Evandro Silva, acompanhado do adolescente, usou o t&aacute;xi para fugir em dire&ccedil;&atilde;o ao Estado do Par&aacute;, mas o carro tombou nas proximidades da cidade de Xinguara, onde ambos foram detidos por policiais militares.<br />
<br />
Tanto Evandro Silva quanto o adolescente confessaram a pr&aacute;tica do crime.&nbsp;O Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual ainda n&atilde;o informou quais provid&ecirc;ncias ser&atilde;o adotadas contra o adolescente.</span>

Comentários pelo Facebook: