Seet
Sobral – 300×100

Secretaria de Saúde amplia oferta de métodos contraceptivos às mulheres araguainenses

admin -

<span style="font-size:14px;">Hoje, as mulheres trabalham fora e cuidam de casa. No meio dessa correria, algumas s&atilde;o m&atilde;es e buscam m&eacute;todos contraceptivos para planejar a sua vida pessoal e profissional. Este &eacute; o caso da t&eacute;cnica em laborat&oacute;rio Rosicleia Gomes Lima, de 29 anos, moradora do Aragua&iacute;na Sul. Rosicleia j&aacute; tem dois filhos, um de seis anos e outro de um ano e oito meses, e n&atilde;o pretende ter mais filhos. <em>&ldquo;O meu mais novo precisa de cuidados especiais, pois tem uma alergia que requer aten&ccedil;&atilde;o redobrada&rdquo;</em>, explicou a t&eacute;cnica em laborat&oacute;rio.<br />
<br />
Pensando nessas mulheres como a Rosicleia, a Secretaria Municipal da Sa&uacute;de de Aragua&iacute;na (TO) ampliou a oferta de m&eacute;todos contraceptivos, oferecendo o Dispositivo Intrauterino (DIU) na Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica.<br />
<br />
<strong><u>Op&ccedil;&atilde;o de escolha</u></strong><br />
<br />
A t&eacute;cnica em laborat&oacute;rio disse que j&aacute; tinha usado a p&iacute;lula como m&eacute;todo contraceptivo, mas teve muito efeito colateral. <em>&ldquo;Tinha muito enjoos, passava muito mal. Quando fiquei sabendo do DIU, vim procurar mais informa&ccedil;&atilde;o, pois para mim &eacute; melhor</em>&rdquo;, disse Rosicleia. &ldquo;<em>A mulher tem que decidir quando n&atilde;o quer mais ter filhos&rdquo;</em>, destacou.<br />
<br />
Rosicleia j&aacute; tinha feito os exames que o m&eacute;dico havia solicitado e estava retornando na unidade b&aacute;sica do Setor Couto Magalh&atilde;es para apresent&aacute;-los. &ldquo;Agora &eacute; aguardar&rdquo;, finalizou esperan&ccedil;osa.<br />
<br />
Outra mulher que foi em busca do planejamento familiar foi a dona de casa Izabel Nines de Oliveira, de 42 anos, moradora do Setor S&atilde;o Miguel. &ldquo;<em>J&aacute; tenho dois filhos, tive gravidez tub&aacute;ria e para evitar outra gravidez tomava p&iacute;lula, mas passava muito mal, tremia muito&rdquo;</em>, explicou. Izabel j&aacute; tinha implantado o DIU e estava fazendo o retorno no m&eacute;dico, tendo todo um acompanhamento.<br />
<br />
<u><strong>Procedimento para implanta&ccedil;&atilde;o</strong></u><br />
<br />
A superintendente de Aten&ccedil;&atilde;o B&aacute;sica de Aragua&iacute;na, Ant&ocirc;nia Macedo, explicou que as mulheres que buscam algum m&eacute;todo contraceptivo devem ir &agrave;s unidades b&aacute;sicas de sa&uacute;de onde s&atilde;o atendidas. Nas UBS, as mulheres assistem a uma palestra sobre educa&ccedil;&atilde;o em sa&uacute;de, a qual explica sobre os m&eacute;todos contraceptivos, tanto os revers&iacute;veis e os irrevers&iacute;veis.<br />
<br />
Ap&oacute;s escolherem o DIU, s&atilde;o encaminhadas para o atendimento m&eacute;dico, sendo solicitados dois exames: PCCU, que &eacute; a preven&ccedil;&atilde;o do c&acirc;ncer do colo de &uacute;tero, e o de gravidez. Se a mulher n&atilde;o estiver gr&aacute;vida e estiver tudo certo no exame, ser&aacute; feito o agendamento para a implanta&ccedil;&atilde;o do DIU. Depois disso, o m&eacute;dico far&aacute; um acompanhamento da paciente por um per&iacute;odo de dois a tr&ecirc;s meses; ap&oacute;s esse prazo, a mulher continuar&aacute; suas consultas normalmente.<br />
<br />
<u><strong>DIU</strong></u><br />
<br />
O Dispositivo Intrauterino &eacute; uma pequena pe&ccedil;a de pl&aacute;stico recoberta com cobre que &eacute; colocado dentro do &uacute;tero. O DIU tem uma efic&aacute;cia de 99,4%, tendo uma dura&ccedil;&atilde;o de 3 a 10 anos, podendo ser removido a qualquer momento.</span>

Comentários pelo Facebook: