Seet
Sobral – 300×100

HSBC anuncia saída do Brasil e demissão de 50 mil pessoas

admin -

<span style="font-size:14px;">O banco brit&acirc;nico HSBC anunciou nesta ter&ccedil;a&shy;feira (9) um novo plano estrat&eacute;gico que&nbsp;inclui, entre outras a&ccedil;&otilde;es, o encerramento de suas atividades no Brasil e na Turquia e a&nbsp;demiss&atilde;o de cerca de 50 mil funcion&aacute;rios em todo o mundo.&nbsp;<br />
<br />
As mudan&ccedil;as fazem parte de uma tentativa da empresa de reduzir os custos em US$ 5&nbsp;bi e conseguir um retorno sobre o patrim&ocirc;nio l&iacute;quido de mais de 10% at&eacute; 2017.&nbsp;<br />
<br />
O HSBC fez o an&uacute;ncio em um comunicado enviado &agrave; Bolsa de Valores de Hong Kong,&nbsp;pouco antes de oferecer uma atualiza&ccedil;&atilde;o detalhada sobre o novo plano de&nbsp;investimentos.<br />
<br />
O banco afirma prever a demiss&atilde;o de cerca de 10% de seus funcion&aacute;rios &ndash; entre 22 mil e&nbsp;25 mil pessoas. A esta cifra ser&atilde;o somadas outras 25 mil demiss&otilde;es devido ao&nbsp;encerramento das opera&ccedil;&otilde;es de varejo na Turquia e no Brasil, pa&iacute;s em que ficar&aacute; s&oacute;&nbsp;com o atendimento a grandes empresas.<br />
<br />
Em paralelo, o banco tem a inten&ccedil;&atilde;o de acelerar seus investimentos na &Aacute;sia, com um&nbsp;enfoque particular na China e no sudeste do continente, apontou o comunicado.<br />
<br />
No Brasil, o banco brit&acirc;nico &eacute; hoje o sexto maior em ativos, tem 853 ag&ecirc;ncias focadas&nbsp;na clientela de alta renda e emprega 21.479 funcion&aacute;rios. Tem ainda a financeira&nbsp;Losango, que financia compras na ag&ecirc;ncia de turismo CVC e nas lojas Hering e&nbsp;Colombo.<br />
<br />
A Losango est&aacute; &agrave; venda h&aacute; pelo menos quatro anos, mas o neg&oacute;cio nunca saiu porque o&nbsp;banco pede um valor considerado muito elevado.<br />
<br />
Os rumores sobre a sa&iacute;da do HSBC aumentaram em mar&ccedil;o, ap&oacute;s o banco ter reportado&nbsp;preju&iacute;zo l&iacute;quido de R$ 549 milh&otilde;es em 2014&#894; no ano anterior, tinha lucrado R$ 411&nbsp;milh&otilde;es no pa&iacute;s.<br />
<br />
Desde que o espanhol Santander comprou em 2007 o antigo Banco Real, o HSBC ficou&nbsp;pequeno demais para competir no pa&iacute;s. Focou o segmento de alta renda, tentou vender&nbsp;a Losango,mas a reestrutura&ccedil;&atilde;o ainda n&atilde;o deu resultado.<br />
<br />
Os principais interessados na opera&ccedil;&atilde;o brasileira s&atilde;o Bradesco e Ita&uacute;, que tamb&eacute;m&nbsp;disputavam a Losango.<br />
<br />
<u><strong>Esc&acirc;ndalo</strong></u><br />
<br />
A mudan&ccedil;a no plano estrat&eacute;gico ocorre ap&oacute;s uma s&eacute;rie de esc&acirc;ndalos em sua filial su&iacute;&ccedil;a&nbsp;(conhecida por Swissleaks ) &ndash;o banco &eacute; suspeito de ter ajudado clientes, incluindo&nbsp;brasileiros, a sonegar impostos.<br />
<br />
At&eacute; 2011, o HSBC apostava na expans&atilde;o dos neg&oacute;cios nos mercados emergentes,&nbsp;especialmente na &Aacute;sia.</span>

Comentários pelo Facebook: