Seet
Sobral – 300×100

Mais cinco acusados de matar Isabel vão a júri em Xambioá e juiz decreta prisão cautelar de todos

admin -

<span style="font-size:14px;">O juiz Jos&eacute; Eust&aacute;quio de Melo J&uacute;nior, titular da Comarca de Xambio&aacute;, pronunciou os acusados Vilmar Martins Leite, Jenner Santiado Pereira, Cl&ecirc;nio da Rocha Brito, Ronisley Mendes da Silva e Ant&ocirc;nio Batista da Silva Filho. Com a senten&ccedil;a, proferida nesta quarta-feira (17), os cinco r&eacute;us ser&atilde;o submetidos a julgamento perante o Tribunal do J&uacute;ri da Comarca de Xambio&aacute;.<br />
<br />
Eles s&atilde;o acusados de participar do homic&iacute;dio da professora Isabel Barbosa Pereira, ocorrido no dia 28 de junho de 2009, na cidade de Xambio&aacute;, juntamente com os demais denunciados S&eacute;rgio Mendes da Silva, Roseli Francisco Alves da Silva, Anderson de Ara&uacute;jo Souza, Wagner Mendes da Silva, Ronaldo Esp&iacute;ndola Silva e Ant&ocirc;nio Batista da Silva Filho.<br />
<br />
A a&ccedil;&atilde;o foi desmembrada em rela&ccedil;&atilde;o aos acusados Wagner Mendes da Silva; S&eacute;rgio Mendes da Silva; Roseli Francisco Alves da Silva e Anderson de Ara&uacute;jo Souza. Eles foram condenados pelo Tribunal de J&uacute;ri no ultimo dia 11 de junho.&nbsp;<br />
<br />
Outro acusado, Ronaldo Esp&iacute;ndola da Silva, que tamb&eacute;m responde em separado, j&aacute; foi pronunciado, encontra-se foragido e aguarda a designa&ccedil;&atilde;o de data para julgamento perante o Tribunal do J&uacute;ri.<br />
<br />
Na senten&ccedil;a, o juiz tamb&eacute;m decretou a pris&atilde;o cautelar de todos os acusados pronunciados para garantia da ordem p&uacute;blica. Eles ainda podem recorrer da decis&atilde;o.<br />
<br />
<u><strong>Entenda o caso</strong></u></span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Segundo o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE), que denunciou as dez pessoas envolvidas no assassinato, o crime foi o resultado de um plano &quot;macabro&quot; para calar Isabel. O mandante do crime, conforme as investiga&ccedil;&otilde;es policiais, teria sido o pr&oacute;prio marido de Isabel, S&eacute;rgio Mendes da Silva, porque a mulher teria amea&ccedil;ado revelar todo o esquema planejado para a cassa&ccedil;&atilde;o do ent&atilde;o prefeito Richard Santiago Pereira.<br />
<br />
Foram denunciados: Anderson de Ara&uacute;jo Souza e Roseli Francisco Alves Silva como executores; Sergio Mendes da Silva (marido de Isabel); Antonio Batista da Silva Filho, irm&atilde;o de S&eacute;rgio, que ajudou a planejar o crime; Clenio da Rocha Brito, ent&atilde;o vice-prefeito; Jenner Santiago Pereira, irm&atilde;o do ex-prefeito Richard; Ronaldo Espindula Silvo, bra&ccedil;o direito do Jenner; Ronisley Mendes da Silva, irm&atilde;o do S&eacute;rgio; Wagner Mendes da Silva, irm&atilde;o de S&eacute;rgio e Vilmar Martins Leite, esposo prefeita Ione. N&atilde;o houve ind&iacute;cios de participa&ccedil;&atilde;o da ex-prefeita Ione.<br />
<br />
Tudo come&ccedil;ou quando a chapa encabe&ccedil;ada por Ione ficou em segundo lugar nas elei&ccedil;&otilde;es de 2008. O candidato a vice-prefeito derrotado, Clenio da Rocha Brito, encabe&ccedil;ou um movimento que resultou numa a&ccedil;&atilde;o judicial movida pelo Minist&eacute;rio P&uacute;blico por compra de votos, pois, encontraram uma doa&ccedil;&atilde;o de il&iacute;cita (m&aacute;quina pulverizadora) feita pelo ent&atilde;o prefeito a Sergio que pediu cerca de R$ 40.000.00 para depor contra Richard. Quando Isabel exigiu parte deste dinheiro ao marido, o crime come&ccedil;ou a ser planejado.</span>

Comentários pelo Facebook: