Seet
Sobral – 300×100

Esquecimento de crianças dentro do automóvel pode estar ligado a fatores psicológicos

admin -

<span style="font-size:14px;">Em dezembro de 2014 duas crian&ccedil;as esquecidas pelos pais em carros morreram. As mortes aconteceram nos estados de S&atilde;o Paulo e Minas gerais e foram amplamente divulgados pela imprensa.<br />
<br />
Estes casos s&atilde;o um exemplo daquele tipo de coisa que se costuma pensar acontecer apenas com as outras pessoas. A rea&ccedil;&atilde;o popular diante dessa not&iacute;cia foi de questionar como os pais foram capazes de esquecer os pr&oacute;prios filhos. Contudo, esses casos v&ecirc;m se repetindo. N&atilde;o h&aacute; dados sobre esse tipo de mortes no Brasil, mas nos Estados Unidos estima-se que em m&eacute;dia 38 crian&ccedil;as morrem por ano esquecidas em carros.<br />
<br />
O esquecimento de uma crian&ccedil;a dentro de um carro pode ser fatal em poucos minutos, como explica o estudo americano realizado pelo Departamento de Geoci&ecirc;ncias da Universidade Estadual de San Francisco. A pesquisa afirma que em apenas meia hora a temperatura de um autom&oacute;vel sob o sol e com os vidros fechados aumenta 80%.<br />
<br />
O esquecimento de uma crian&ccedil;a pode estar ligado a fatores psicol&oacute;gicos como os stress e a sobrecarga emocional, explica a psic&oacute;loga do Hospital Infantil de Palmas, Rosiv&acirc;nia Tosta. <em>&ldquo;Esquecer o pr&oacute;prio filho dentro de um ve&iacute;culo n&atilde;o &eacute; algo que uma pessoa normalmente fa&ccedil;a por ser negligente ou ter algum dist&uacute;rbio como psicopatia. Esses quadros tamb&eacute;m existem, mas o caso do esquecimento pode acontecer com qualquer pessoa exposta a situa&ccedil;&otilde;es de stress e forte press&atilde;o emocional&rdquo;.</em><br />
<br />
Como formas de evitar que esse tipo de trag&eacute;dia aconte&ccedil;a, a psic&oacute;loga citou algumas atitudes simples para preven&ccedil;&atilde;o:<br />
<br />
– Todos que convivem com crian&ccedil;as devem admitir que esse tipo de incidente &eacute; poss&iacute;vel. Ou seja, deve-se admitir a possibilidade;<br />
<br />
– &Eacute; preciso ter sempre em mente que as crian&ccedil;as s&atilde;o vulner&aacute;veis e precisam de aten&ccedil;&atilde;o especial;<br />
<br />
– E por fim, duvidar da pr&oacute;pria mem&oacute;ria e conferir sempre se algo foi feito. Por exemplo, mesmo que voc&ecirc; saiba que n&atilde;o est&aacute; levando seu filho consigo, crie o&nbsp; h&aacute;bito checar o banco de tr&aacute;s.</span><br />

Comentários pelo Facebook: