Sobral – 300×100
Seet

Detentos reclamam de comida estragada e do descaso na Cadeia Pública de Augustinópolis

admin -

<span style="font-size:14px;">Os presos da Cadeia P&uacute;blica de Augustin&oacute;polis (TO), no norte do Estado, voltaram a reclamar da situa&ccedil;&atilde;o ca&oacute;tica e de completo abandono do local. Al&eacute;m da sujeira e falta de instala&ccedil;&otilde;es adequadas, a alimenta&ccedil;&atilde;o tem sido a principal reclama&ccedil;&atilde;o, que inclusive j&aacute; foi motivo de protestos em mar&ccedil;o deste ano.<br />
<br />
Os presos denunciaram que a alimenta&ccedil;&atilde;o servida &eacute; estragada, sem tempero e mal preparada. O detento Vagner Silva Sousa confirmou a informa&ccedil;&atilde;o.&nbsp; <em>&ldquo;A comida tem vindo estragada, feij&atilde;o azedo, salada vencida. Quando chega aqui e abrimos a comida, o mau cheiro logo sobe. Sempre quando &eacute; carne de porco vem s&oacute; o coro e pelos&rdquo;</em>, disse.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Segundo os detentos, o diretor da unidade, Jos&eacute; Ant&ocirc;nio, sempre tenta ajudar fazendo cobran&ccedil;as ao fornecedor de alimentos, mas nada &eacute; resolvido. O juiz Jeferson David Azevedo Ramos tamb&eacute;m j&aacute; teria sido acionado e notificado o fornecedor. <em>&ldquo;Agora imagine voc&ecirc;s, se nem um juiz eles respeitam, n&atilde;o sabemos mais a quem recorrer&rdquo;</em>, falou um reeducando.<br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/refei%E7%E3o1.jpg" style="width: 300px; height: 180px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Outro detendo, Magno Pereira Lima, disse que os detentos s&atilde;o tratados como porcos. &ldquo;<em>Eles tem tratado a gente aqui como porcos. Na hora do lanche, o cuscuz tem vindo at&eacute; com peda&ccedil;o de osso e cabelo. O leite e o caf&eacute; v&ecirc;m completamente aguado. N&oacute;s sabemos que cometemos erros l&aacute; fora, mas estamos pagando por isso. N&atilde;o podemos ser tratados como lixo&rdquo;</em>, afirmou Magno.<br />
<br />
Outra reclama&ccedil;&atilde;o dos reeducandos &eacute; sobre a &aacute;gua utilizada para beber e tomar banho. <em>&ldquo;Ficamos constrangidos quando recebemos as visitas aqui. Para o banho &eacute; fornecido apenas 30 minutos de &aacute;gua para que todos banhem, s&atilde;o quase 80 homens. E para beber &eacute; da torneira&rdquo;</em>, contou um detento.<br />
<br />
Na &uacute;ltima sexta-feira, dia 19 junho, o almo&ccedil;o foi arroz branco, um pesco&ccedil;o de frango e feij&atilde;o, servido separadamente.<br />
<br />
A empresa respons&aacute;vel pelo fornecimento dos alimentos &eacute; a Vogue Alimenta&ccedil;&atilde;o e Nutri&ccedil;&atilde;o LTDA &ndash; ME, empresa com sede em Aparecida de Goi&acirc;nia, contratada para fornecer o caf&eacute; da manh&atilde;, almo&ccedil;o e janta. Em Augustin&oacute;polis, a Vogue terceirizou o servi&ccedil;o para o Demetriu&rsquo;s Pizzaria e Restaurante.</span>

Comentários pelo Facebook: