Sobral – 300×100
Seet

Eduardo Siqueira apresenta projeto substitutivo propondo pagamento da data-base em parcela única

admin -

<span style="font-size:14px;">O deputado Eduardo Siqueira Campos (PTB) apresentou proposta de concess&atilde;o de data-base aos servidores do Quadro Geral do Poder Executivo, durante reuni&atilde;o com todos os presidentes de sindicatos na manh&atilde; desta ter&ccedil;a-feira, 23, na Assembleia Legislativa. A proposta que visa o pagamento em parcela &uacute;nica foi recebida com simpatia pelos sindicalistas. Segundo Eduardo, a proposta n&atilde;o aumenta despesas ao Executivo, pois em termos de valores, encontra-se dentro do que o Governo do Estado diz possuir de recursos para a concess&atilde;o data-base.<br />
<br />
De acordo com Eduardo Siqueira, sua proposi&ccedil;&atilde;o prev&ecirc; a concess&atilde;o da data-base dentro do &iacute;ndice j&aacute; proposto pelo Governo em 8,3407%, mas com inclus&atilde;o deste &iacute;ndice na folha de pagamento do m&ecirc;s de julho e n&atilde;o dividida em duas vezes (maio e novembro) como fora proposto pelo Executivo. Na proposta de Siqueira, os servidores receberiam os novos valores a partir de 12 de agosto, data em que o Governo deve depositar os sal&aacute;rios de julho.<br />
<br />
Com essa nova data para o inicio do pagamento, seriam seis e n&atilde;o mais oito meses de impacto do &iacute;ndice da data-base, o que faria com que o montante de R$ 101 milh&otilde;es, que segundo o Governo, &eacute; o dispon&iacute;vel para o para o pagamento da data-base seja suficiente para o ano de 2015.<br />
<br />
Eduardo Siqueira prop&otilde;e ainda que o retroativo referente aos&nbsp; meses de maio e junho sejam pagos em quatro vezes a partir de janeiro de 2016 (janeiro, fevereiro, mar&ccedil;o e abril), propiciando que esse parcelamento seja inclu&iacute;do no Or&ccedil;amento do pr&oacute;ximo ano e tamb&eacute;m n&atilde;o deixando que haja um ac&uacute;mulo entre a data-base de 2015 e 2016.<br />
<br />
<em>&ldquo;A proposta foi bem aceita por todos os presidentes de sindicato presentes. Eles entenderam que a reposi&ccedil;&atilde;o de d&aacute; em parcela &uacute;nica e tamb&eacute;m sem aumentar despesas para o Governo. E eles levaram a proposta para delibera&ccedil;&atilde;o. &Eacute; importante que tenhamos um ponto de partida que seja legal. Creio que esta &eacute; uma boa proposta para resolu&ccedil;&atilde;o imediata deste impasse e, principalmente, para o fim da greve</em>&rdquo;, avaliou.</span>

Comentários pelo Facebook: