Seet
Sobral – 300×100

Vereador e servidor da Câmara de Figueirópolis são denunciados criminalmente por peculato

admin -

<span style="font-size:14px;">A Promotoria de Justi&ccedil;a de Figueir&oacute;polis, a 278 km da Capital, denunciou criminalmente, nesta quarta-feira (24), o vereador Delcivan Moreno Pinto e Dyanno Rayfran Pereira de Aguiar, tesoureiro da C&acirc;mara Municipal, acusados de fazerem uso do cargo p&uacute;blico para o desvio de dinheiro particular, em proveito pr&oacute;prio, tipificado como peculato no artigo 312 do C&oacute;digo Penal.<br />
<br />
De acordo com as investiga&ccedil;&otilde;es do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, entre os anos de 2013 e 2014, Delcivan, ent&atilde;o presidente da C&acirc;mara de Vereadores e Dyanno teriam desviado valores referentes a empr&eacute;stimos consignados firmados por tr&ecirc;s outros vereadores junto &agrave; Caixa Econ&ocirc;mica Federal (CEF).<br />
<br />
Apesar de os valores serem descontados no contracheque das v&iacute;timas, o dinheiro n&atilde;o era repassado para a institui&ccedil;&atilde;o financeira. Uma das v&iacute;timas se viu obrigada a pagar o empr&eacute;stimo junto ao banco para que pudesse limpar seu nome.<br />
<br />
Na den&uacute;ncia, a Promotora de Justi&ccedil;a Renata Castro Rampanelli Cisi pediu a condena&ccedil;&atilde;o dos agentes p&uacute;blicos pelo crime de peculato, previsto no C&oacute;digo Penal, cuja pena &eacute; de reclus&atilde;o de 2 a 12 anos, com aumento de 1/6 a 2/3, em raz&atilde;o da continuidade delitiva.</span>

Comentários pelo Facebook: