Sobral – 300×100
Seet

Governo diz que policiamento foi reforçado em Araguaína e estuda implantação de colégio militar

admin -

<span style="font-size:14px;">O Governo do Estado disse que intensificou, neste primeiro semestre, as a&ccedil;&otilde;es de combate &agrave; criminalidade e &agrave; viol&ecirc;ncia em</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;Aragua&iacute;na, segundo maior munic&iacute;pio do Tocantins</span><span style="font-size:14px;">. Para o Governo, trata-se de um trabalho conjunto entre os &oacute;rg&atilde;os de seguran&ccedil;a, cujo resultado j&aacute; &eacute; sentido, especialmente&nbsp;em se tratando da redu&ccedil;&atilde;o de crimes contra o patrim&ocirc;nio, como furtos e roubos.<br />
<br />
O comandante-geral da Pol&iacute;cia Militar (PM), coronel Glauber de Oliveira Santos, pontuou que a PM refor&ccedil;ou o patrulhamento nas ruas, com mais viaturas e tamb&eacute;m policiais a p&eacute; e em motocicletas, assim como as a&ccedil;&otilde;es de intelig&ecirc;ncia na regi&atilde;o. Simultaneamente, a Pol&iacute;cia Civil empreendeu, nos &uacute;ltimos 30 dias, opera&ccedil;&otilde;es especiais, com a realiza&ccedil;&atilde;o de blitze, cumprimento de mandados de busca e apreens&atilde;o e pris&otilde;es em flagrante.<br />
<br />
Segundo o diretor de Pol&iacute;cia do Interior da Secretaria da Seguran&ccedil;a P&uacute;blica (SSP), delegado M&aacute;rcio Girotto, o foco principal destas opera&ccedil;&otilde;es &eacute; a repress&atilde;o de crimes contra o patrim&ocirc;nio comercial e residencial, e os resultados j&aacute; s&atilde;o sentidos pela popula&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;O sentimento de seguran&ccedil;a era um antes das opera&ccedil;&otilde;es e hoje j&aacute; &eacute; outro&rdquo;</em>, frisou.<br />
<br />
<u><strong>Medidas administrativas</strong></u><br />
<br />
Al&eacute;m do refor&ccedil;o policial, o Governo do Tocantins disse que adotou medidas administrativas que v&atilde;o ter reflexo direto na atua&ccedil;&atilde;o dos agentes, como o cumprimento de acordo firmado com a categoria de policiais militares para pagamento de benef&iacute;cios que n&atilde;o haviam sido pagos pela gest&atilde;o anterior.<br />
<br />
Nessa segunda-feira, 29, foi depositada a primeira parcela referente ao passivo da data-base de 2011. Al&eacute;m disso, conforme o comandante-geral da PM, foi implantada a concess&atilde;o de horas extras de trabalho para que os policiais possam refor&ccedil;ar o policiamento.<br />
<br />
<u><strong>Outras a&ccedil;&otilde;es previstas</strong></u><br />
<br />
<img alt="" src="http://www.afnoticias.com.br/administracao/files/images/Foto%203%20-%20Divulga%E7%E3o%20Pol%EDcia%20Militar.JPG" style="width: 300px; height: 180px; border-width: 0px; border-style: solid; margin-left: 5px; margin-right: 5px; float: right;" />Em aten&ccedil;&atilde;o a um pedido da Associa&ccedil;&atilde;o Comercial e Industrial de Aragua&iacute;na (Aciara), o Governo estuda a possibilidade de criar um col&eacute;gio militar na cidade, al&eacute;m de aumentar o n&uacute;mero de estudantes atendidos pelo Programa Educacional de Resist&ecirc;ncia &agrave;s Drogas (Proerd).<br />
<br />
Somente neste primeiro semestre, o programa atendeu a 2.320 alunos de 13 escolas do munic&iacute;pio. Tamb&eacute;m est&atilde;o sendo adotadas medidas para garantir a retomada das atividades da Pol&iacute;cia Comunit&aacute;ria, extinta no ano passado. Outra a&ccedil;&atilde;o em execu&ccedil;&atilde;o &eacute; a obra de reforma do quartel.<br />
<br />
<u><strong>Trabalho conjunto</strong></u><br />
<br />
O combate ao tr&aacute;fico de drogas &eacute; uma das prioridades na atua&ccedil;&atilde;o das for&ccedil;as de seguran&ccedil;a, uma vez que, segundo o comandante-geral, grande parte das ocorr&ecirc;ncias de assassinatos registradas em Aragua&iacute;na est&atilde;o diretamente ligadas &agrave;s drogas. A solu&ccedil;&atilde;o do problema, conforme refor&ccedil;ou, envolve um trabalho conjunto entre os diversos &oacute;rg&atilde;os.<br />
<br />
Neste sentido, ele citou que esteve, juntamente com o secret&aacute;rio de Estado da Seguran&ccedil;a P&uacute;blica, Cesar Simoni, em reuni&atilde;o com os comerciantes de Aragua&iacute;na e a sociedade civil organizada. O tema tamb&eacute;m foi abordado em audi&ecirc;ncia na C&acirc;mara de Vereadores.&nbsp; Com essas medidas, refor&ccedil;ou que o Governo quer diminuir os &iacute;ndices de criminalidade, mas principalmente, fazer com que a popula&ccedil;&atilde;o volte a ter a sensa&ccedil;&atilde;o de seguran&ccedil;a.</span>

Comentários pelo Facebook: