Seet
Sobral – 300×100

Roberto Pires defende plano de crédito para indústria tocantinense

admin -

<span style="font-size:14px;">Presente na apresenta&ccedil;&atilde;o do Plano Safra no Tocantins, em Palmas, o presidente da Federa&ccedil;&atilde;o das Ind&uacute;strias do Estado do Tocantins (FIETO), Roberto Pires, defendeu junto aos representantes de institui&ccedil;&otilde;es banc&aacute;rias e empres&aacute;rios, a cria&ccedil;&atilde;o de linhas de cr&eacute;dito facilitadas e um plano de investimentos voltados para o setor industrial.<br />
<br />
Parabenizando o trabalho do Banco do Brasil, Pires fez um apelo &agrave;s institui&ccedil;&otilde;es, em especial, financeiras. <em>&ldquo;A ind&uacute;stria precisa de um plano voltado aos seus empres&aacute;rios. H&aacute; pouco mais de dez anos, o setor representava 30% do PIB e hoje est&aacute; abaixo de 10%. O desemprego est&aacute; crescendo no segmento e um dos principais problemas enfrentados, que evidenciamos em nossas pesquisas, &eacute; o acesso ao cr&eacute;dito&rdquo;</em>, avaliou o presidente da FIETO.<br />
<br />
Lan&ccedil;ado na &uacute;ltima quarta pelo Governo Federal, o Plano Safra de investimentos 2015/2016 na produ&ccedil;&atilde;o foi apresentado na manh&atilde; de hoje no Tocantins pelo superintendente do Banco do Brasil no estado, Edvaldo Souza. Ele anunciou recursos da ordem de R$ 1 bilh&atilde;o para o estado, dos R$ 110 bilh&otilde;es que ser&atilde;o financiados pelo banco em todo Brasil. O total anunciado pelo Governo Federal &eacute; de RS 187,7 bilh&otilde;es.<br />
<br />
<em>&ldquo;Com o nosso compromisso de colocar aqui no agroneg&oacute;cio R$ 1 bilh&atilde;o de reais vamos possibilitar n&atilde;o apenas &agrave; ind&uacute;stria, com&eacute;rcio e setor de servi&ccedil;o tamb&eacute;m o progresso e o desenvolvimento&rdquo;</em>, disse Souza em entrevista destacando o agroneg&oacute;cio como a voca&ccedil;&atilde;o natural do estado.<br />
<br />
O evento contou com a presen&ccedil;a de gestores e representantes de institui&ccedil;&otilde;es banc&aacute;rias e da Conab, Faciet, Sebrae, Fecom&eacute;rcio, Governo do Estado, Acipa, entre outras.</span>

Comentários pelo Facebook: