Sobral – 300×100
Seet

Aprovada emenda que corrige distorções salariais de bombeiros e policiais militares

admin -

<span style="font-size:14px;">A emenda do deputado Ricardo Ayres (PSB), que pede corre&ccedil;&atilde;o de distor&ccedil;&otilde;es de subs&iacute;dios de bombeiros e policiais militares &eacute; aprovada nas duas fases de vota&ccedil;&atilde;o em Plen&aacute;rio na sess&atilde;o extraordin&aacute;ria na noite desta quinta-feira (02). <em>&ldquo;&Eacute; uma grande vit&oacute;ria para os militares, que tem corrigida uma falha que os deixou em desvantagens com rela&ccedil;&atilde;o &agrave;s outras carreiras&rdquo;</em>, disse Ayres.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Durante a tarde, a emenda foi discutida e aprovada nas comiss&otilde;es de Constitui&ccedil;&atilde;o e Justi&ccedil;a; Finan&ccedil;as; Administra&ccedil;&atilde;o, Trabalho,&nbsp; Defesa do Consumidor, Transportes, Desenvolvimento Urbano e Servi&ccedil;os P&uacute;blicos.<br />
<br />
A emenda, que foi protocolada no &uacute;ltimo dia 23, prop&otilde;e a corre&ccedil;&atilde;o de 4,68% nas tabelas de subs&iacute;dios e progress&otilde;es de policiais e bombeiros militares do Tocantins. Assim, a categoria &eacute; beneficiada com a inclus&atilde;o do percentual nos seus subs&iacute;dios, retroativo ao &uacute;ltimo m&ecirc;s de maio.<br />
<br />
A emenda altera a Medida Provis&oacute;ria n&deg; 33/2015 do Executivo, que altera as Leis 2.822 e 2.823, ambas de 30 de dezembro de 2013, que disp&otilde;e sobre o subs&iacute;dio dos Bombeiros Militares e Policiais Militares do Estado do Tocantins. &nbsp;<br />
<br />
Segundo o deputado, tais altera&ccedil;&otilde;es n&atilde;o buscam o aumento ou diminui&ccedil;&atilde;o salarial dos servidores, mas sim, apenas a adequa&ccedil;&atilde;o do que j&aacute; foi anteriormente concedido pelo Poder Executivo. Com isso, a emenda sana um equ&iacute;voco material que ocorreu em 2011, sendo que a data-base aplicada na &eacute;poca n&atilde;o incidiu sobre os vencimentos vigentes dos bombeiros e policiais militares conforme ocorreu &agrave;s demais carreiras do Estado.</span>

Comentários pelo Facebook: