Seet
Sobral – 300×100

Araguaína receberá investimentos das indústrias do setor madeireiro com futuro Parque Tecnológico

admin -

<span style="font-size:14px;">O projeto do Parque Tecnol&oacute;gico de Aragua&iacute;na (TO) ser&aacute; apresentado no pr&oacute;ximo m&ecirc;s &agrave; Embrapa Central. O mesmo projeto j&aacute; foi apresentado por uma equipe t&eacute;cnica de Aragua&iacute;na tamb&eacute;m na Embrapa Florestas, em Curitiba (PR) este ano, quando foi bem aceito. A localiza&ccedil;&atilde;o do Tocantins d&aacute; mais vantagem log&iacute;stica para Aragua&iacute;na e para as ind&uacute;strias.<br />
&nbsp;<br />
Dentro do Parque, que ficar&aacute; localizado pr&oacute;ximo ao Distrito Agroindustrial de Aragua&iacute;na (Daiara), ser&aacute; formado o&nbsp;<em>cluster</em>&nbsp;madeireiro, com capacidade para atrair segmentos da agroind&uacute;stria, em especial ind&uacute;strias madeireiras para fabrica&ccedil;&atilde;o de produtos, como o laminado, compensado, MDF, chapas de uma forma em geral, madeira destinada tanto para a constru&ccedil;&atilde;o como para as fazendas.<br />
&nbsp;<br />
Quando estiver em efetivo funcionamento, o&nbsp;<em>cluster</em>&nbsp;da ind&uacute;stria madeireira far&aacute; com que Aragua&iacute;na desponte como um importante polo madeireiro, atrav&eacute;s de grandes investimentos na &aacute;rea. Em rela&ccedil;&atilde;o aos n&uacute;meros de eucalipto plantados no Tocantins, 64% das &aacute;reas de plantio est&atilde;o nas regi&otilde;es de Aragua&iacute;na e Bico do Papagaio.<br />
&nbsp;<br />
<em>&ldquo;Para se ter uma no&ccedil;&atilde;o, a EcoBrasil Florestas, uma grande empresa que atua na regi&atilde;o h&aacute; seis anos e ancora o projeto do&nbsp;cluster, j&aacute; plantou em todo o Estado mais de 50 mil hectares, dos quais, 13 mil ha de madeiras plantados est&atilde;o no Munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na&rdquo;</em>, explicou o prefeito Ronaldo Dimas.<br />
&nbsp;<br />
<u><strong><em>Cluster&nbsp;</em></strong></u><strong><u>madeireiro<em>&nbsp;i</em>ndustrial</u></strong><br />
<br />
Al&eacute;m disso, o Parque ser&aacute; o ambiente prop&iacute;cio para pesquisas, incuba&ccedil;&atilde;o de novas empresas e desenvolvimento de projetos na &aacute;rea da silvicultura que desenvolvam e modernizem o Munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na. &ldquo;Acreditamos que a partir do pr&oacute;ximo ano, n&oacute;s j&aacute; teremos as primeiras empresas desse setor instaladas no Parque&rdquo;, destacou Dimas.<br />
&nbsp;<br />
<em>Cluster</em>&nbsp;industrial &eacute; um agregado de empresas com caracter&iacute;sticas semelhantes, mesmos objetivos e que colaboram entre si, tornando-se mais eficientes. O projeto do&nbsp;<em>cluster&nbsp;</em>araguainense conta com o apoio do Governo do Estado, dos Minist&eacute;rios da Ci&ecirc;ncia e Tecnologia e da Agricultura, Pecu&aacute;ria e Abastecimento, Federa&ccedil;&atilde;o das Ind&uacute;strias do Tocantins, Sebrae Tocantins, Universidade Federal do Tocantins (UFT) e da EcoBrasil Florestas.<br />
&nbsp;<br />
O projeto ganhar&aacute; for&ccedil;a com a implanta&ccedil;&atilde;o da unidade da Embrapa Florestas para a regi&atilde;o de Aragua&iacute;na.<br />
&nbsp;</span><br />

Comentários pelo Facebook: