Sobral – 300×100
Seet

Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica começa a valer

admin -

<span style="font-size:14px;">Assim como anunciado em outubro do ano passado, a Nota Fiscal do Consumidor Eletr&ocirc;nica &ndash; NFC-e foi implantada este ano no Tocantins e j&aacute; come&ccedil;a a valer a partir deste m&ecirc;s de julho. Contudo, segundo o Governo do Estado, ainda n&atilde;o h&aacute; prazos para a obrigatoriedade, mas j&aacute; h&aacute; previs&atilde;o que sejam fixados por meio da Secretaria da Fazenda.<br />
<br />
<u><strong>Fiscaliza&ccedil;&atilde;o online</strong></u><br />
<br />
Inicialmente, o Governo planeja executar um projeto piloto com v&aacute;rias empresas para prevenir e resolver eventuais problemas. As primeiras a cumprir a obrigatoriedade ser&atilde;o as redes varejistas e aquelas j&aacute; obrigadas ao SPED Fiscal. Mas outras empresas poder&atilde;o aderir voluntariamente ao projeto.<br />
<br />
Este novo sistema, segundo observa Ronaldo Dias, da Brasil Price, &ldquo;tornar&aacute; o processo de an&aacute;lise e auditoria dos contribuintes algo continuo e online&rdquo;. O sistema de acompanhamento implantado pelo FISCO possui diversas regras de cruzamento de dados e an&aacute;lises que poder&atilde;o disparar fiscaliza&ccedil;&otilde;es em caso suspeita de sonega&ccedil;&atilde;o.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
<strong><u>Vantagens</u></strong><br />
<br />
Ronaldo aponta a redu&ccedil;&atilde;o de custos e burocracia como o principal benef&iacute;cio da medida. &ldquo;O comerciante gastar&aacute; muito menos para montar quantos caixas quiser, sem precisar comprar uma impressora de quase tr&ecirc;s mil reais para cada caixa. Al&eacute;m do processo burocr&aacute;tico e demorado para que possa, somente ap&oacute;s lacre, solicitar o processo de autoriza&ccedil;&atilde;o de uso&rdquo;.<br />
<br />
Com a NFC-e, o FISCO receber&aacute; as informa&ccedil;&otilde;es das vendas online e n&atilde;o ser&aacute; mais necess&aacute;rio emitir os j&aacute; conhecidos documentos do com&eacute;rcio como mapa de caixa, leitura x e leitura z. &ldquo;<em>O cliente tamb&eacute;m poder&aacute; ler a nota diretamente de um celular por meio do QR Code&rdquo;</em>, complementa Ronaldo. Outra vantagem para o futuro &eacute; poder pagar as mercadorias diretamente ao vendedor, via celular, e depois retirar sem precisar enfrentar fila no caixa.<br />
<br />
<strong><u>Simplicidade</u></strong><br />
<br />
A empresa vai precisar apenas de um computador e conex&atilde;o com internet. Se for necess&aacute;rio imprimir a nota, uma impressora simples &eacute; suficiente. De acordo com Mardoqueu Sousa Rodrigues, coordenador de desenvolvimento de uma empresa de softwares de Aragua&iacute;na, h&aacute; pelo menos seis meses o programa j&aacute; est&aacute; dispon&iacute;vel para os clientes. <em>&ldquo;Mas eles acabam esperando uma notifica&ccedil;&atilde;o informativa do Estado para solicitar a implanta&ccedil;&atilde;o. &Eacute; um processo simples, que leva poucas horas&rdquo;</em>, informa. O programa faz o envio da nota fiscal da compra ao email do comprador, que recebe apenas um comprovante, o DANFE (Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletr&ocirc;nica), que traz o QR Code para verifica&ccedil;&atilde;o via celular.<br />
<br />
Apesar da agilidade na implanta&ccedil;&atilde;o do sistema, &eacute; preciso um certo tempo para treinar os colaboradores da empresa para a manipula&ccedil;&atilde;o das ferramentas, conforme pontua S&ocirc;nia Maria Batista Alencar, consultora de vendas de outra empresas de softwares. &ldquo;<em>Por isso recomendamos a antecipa&ccedil;&atilde;o por parte do empres&aacute;rio e do contador, j&aacute; que, normalmente, a demanda parte dos escrit&oacute;rios cont&aacute;beis. J&aacute; temos o programa rodando em outros Estados, onde a obrigatoriedade j&aacute; come&ccedil;ou, e garantimos que o processo &eacute; tranquilo, mas &eacute; preciso estar atento aos prazos e n&atilde;o deixar tudo para a &uacute;ltima hora&rdquo;</em>, aconselha S&ocirc;nia.</span>

Comentários pelo Facebook: