Seet
Sobral – 300×100

Pela 3ª vez, aluno de Xambioá conquista medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática

admin -

<span style="font-size:14px;">Medalhista de ouro pela terceira vez na Olimp&iacute;ada Brasileira de Matem&aacute;tica das Escolas P&uacute;blicas (Obmep), o estudante Bruno Barros Sousa, da Escola Paroquial S&atilde;o Miguel, de Xambio&aacute;, receber&aacute; na pr&oacute;xima segunda-feira, 20, a premia&ccedil;&atilde;o da d&eacute;cima edi&ccedil;&atilde;o da Ol&iacute;mpiada. A cerim&ocirc;nia acontece &agrave;s 15 horas, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.<br />
<br />
No Tocantins, cerca de 300 jovens j&aacute; foram beneficiados com medalhas de ouro, prata e bronze, na competi&ccedil;&atilde;o. Na d&eacute;cima edi&ccedil;&atilde;o, o Tocantins recebeu uma medalha de ouro, 12 de prata, 61 de bronze e 107 men&ccedil;&otilde;es honrosas.<br />
<br />
Bruno, de apenas 13 anos, &eacute; o octog&eacute;simo colocado entre os 500 alunos que tiveram melhor classifica&ccedil;&atilde;o, em n&iacute;vel nacional, na &uacute;ltima edi&ccedil;&atilde;o.&nbsp; Al&eacute;m da medalha, ele tamb&eacute;m garantiu vaga no Programa Prepara&ccedil;&atilde;o Especial para Competi&ccedil;&otilde;es Internacionais (PECI), para aulas com professores do Minist&eacute;rio da Educa&ccedil;&atilde;o e Cultura e no Programa de Inicia&ccedil;&atilde;o Cient&iacute;fica J&uacute;nior (PIC).<br />
<br />
Para o coordenador pedag&oacute;gico da Ol&iacute;mp&iacute;ada de Matem&aacute;tica, professor Wiliam Carlos de Sousa, a premia&ccedil;&atilde;o &eacute; tamb&eacute;m uma forma de incentivo aos alunos e para a escola, que sempre tem buscado oferecer um ensino de qualidade aos alunos. <em>&ldquo;As escolas tamb&eacute;m ganham muito em premia&ccedil;&otilde;es como essa. Tanto em reconhecimento, como em materiais de estudo&rdquo;,</em> afirmou.<br />
<br />
De acordo com o professor, a cada ano, o aluno tem buscado melhorar seu aprendizado. <em>&ldquo;Percebemos que ele [Bruno] vem se esfor&ccedil;ando bastante para garantir uma &oacute;tima coloca&ccedil;&atilde;o e se capacitando para isso. E &eacute; esse um dos objetivos da Obmep: incentivar o aluno a estar buscando as melhores coloca&ccedil;&otilde;es e oferecer oportunidades de ensino para que eles tenham uma forma&ccedil;&atilde;o curricular de qualidade&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
A rotina de Bruno &eacute; regada a muitos estudos, conforme o pai Jos&eacute; Lindomar Filho. &ldquo;<em>Percebemos que &eacute; algo que estudar muita matem&aacute;tica &eacute; algo que ele gosta. Estamos sempre o incentivando a buscar o melhor, a estudar. Al&eacute;m disso, temos muito orgulho do Bruno por ser um filho dedicado e empenhado nos estudos&rdquo;</em>, contou.<br />
<br />
Ansioso para a viagem, Bruno afirmou que est&aacute; feliz com mais uma premia&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;Sempre gostei de matem&aacute;tica. Estou bastante feliz com mais essa premia&ccedil;&atilde;o e ansioso para a viagem. Pretendo competir mais vezes da Olimp&iacute;ada&rdquo;</em>, ressaltou o aluno.<br />
<br />
<strong><u>Obmep</u></strong><br />
<br />
A Olimp&iacute;ada Brasileira de Matem&aacute;tica das Escolas P&uacute;blicas &eacute; uma realiza&ccedil;&atilde;o do Instituto Nacional de Matem&aacute;tica Pura e Aplicada – IMPA – e tem como objetivo estimular o estudo da matem&aacute;tica e revelar talentos na &aacute;rea. Ao longo de suas edi&ccedil;&otilde;es, a OBMEP j&aacute; ofereceu a mais de 36 mil alunos a oportunidade de estudar Matem&aacute;tica por 1 ano, com bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Cient&iacute;fico e Tecnol&oacute;gico (CNPq) e mais de 1800 alunos participaram do programa como ouvintes.</span>

Comentários pelo Facebook: