Seet
Sobral – 300×100

Programação cultural do projeto ISTO 153 chega a Araguaína nesta sexta-feira

admin -

<span style="font-size:14px;">Encerrando o roteiro de atividades na regi&atilde;o Norte do Estado, o projeto ISTO 153 chega a Aragua&iacute;na, nesta sexta-feira, 17.&nbsp; Na cidade, a programa&ccedil;&atilde;o come&ccedil;a &agrave;s 9 horas da manh&atilde; e segue at&eacute; a noite, com oficina sobre Cultura Popular, interc&acirc;mbio com grupos de cultura local e apresenta&ccedil;&atilde;o de dois espet&aacute;culos. Todas as atividades s&atilde;o gratuitas.<br />
<br />
Aragua&iacute;na &eacute; a terceira cidade em que a Caravana do ISTO 153 desembarca nesta temporada. A circula&ccedil;&atilde;o do Projeto come&ccedil;ou no &uacute;ltimo dia 15 de julho por Guara&iacute;, seguindo pelo munic&iacute;pio de Colinas, Aragua&iacute;na, Gurupi, encerrando nas cidades de Porangatu e Goi&acirc;nia. &ldquo;<em>S&atilde;o cidades estrat&eacute;gicas que captam o movimento da rodovia, mas que ainda n&atilde;o tem o est&iacute;mulo que necessitam para a &aacute;rea cultural ou parte dela. Por isso, vamos at&eacute; elas para fomentar essa id&eacute;ia junto ao poder p&uacute;blico local, por meio das nossas atividades,&rdquo;</em> justificou o representante do Instituto Social do Tocantins (Isto), que realiza o projeto, Nival Correia.<br />
<br />
&nbsp;Nas seis cidades, ser&atilde;o 25 atividades que incluem oficinas de teatro, interc&acirc;mbio cultural com grupos de artes c&ecirc;nicas locais e encena&ccedil;&atilde;o dos espet&aacute;culos &ldquo;A Caixa&rdquo; e &ldquo;Pedra Canga&rdquo;. Conforme o representante do Isto, o intuito &eacute; um s&oacute;: mostrar que todos podem participar do processo cultural, basta querer. <em>&ldquo;Nas oficinas, vamos ensinar isso, tanto que elas s&atilde;o abertas &agrave; comunidade; nos interc&acirc;mbios vamos conhecer a realidade dos grupos de teatro e trocar experi&ecirc;ncias e nas apresenta&ccedil;&otilde;es, vamos mostrar o valor do tocantinense, das nossas &lsquo;pedras cangas&rsquo;&rdquo;</em>, refor&ccedil;ou &nbsp;Correia.<br />
<br />
Al&eacute;m dos colaboradores do Isto, participam da circula&ccedil;&atilde;o do projeto os m&uacute;sicos J. Bulh&otilde;es, Ailton Yabeta e o percussionista Marcio Belo.&nbsp; O ISTO 153 conta ainda com o apoio da prefeituras de Guara&iacute;, Colinas, Aragua&iacute;na, Gurupi, Para&iacute;so e Porangatu, bem como dos pontos de cultura Instituto Idesa, Cia Novo Ato e Oficina Geral.<br />
O projeto &eacute; uma iniciativa do Isto e foi contemplado em um dos mais importantes editais na &aacute;rea de teatro do pa&iacute;s, o &ldquo;Pr&ecirc;mio Funarte de Teatro Myriam Muniz/2014&rdquo;, cujo incentivo vai permitir que um grande p&uacute;blico tenha acesso &agrave; arte.<br />
<br />
<strong><u>Como participar?</u></strong><br />
<br />
As atividades do projeto ISTO &nbsp;153 s&atilde;o abertas ao p&uacute;blico e sem restri&ccedil;&atilde;o de faixa et&aacute;ria. Para participar das oficinas, basta se inscrever com anteced&ecirc;ncia&nbsp;pelo e-mail&nbsp;<a href="mailto:istocultural@gmail.com" target="_blank">istocultural@gmail.com</a>. O interessado deve enviar dados pessoais e contato.<br />
<br />
J&aacute; para assistir aos espet&aacute;culos, basta chegar com uma hora de anteced&ecirc;ncia para garantir assento conforme a lota&ccedil;&atilde;o de cada espa&ccedil;o.<br />
&nbsp;<br />
<strong>&nbsp;<u>Espet&aacute;culos</u></strong><br />
<br />
&nbsp;<em>&ldquo;Pedra Canga</em>&rdquo; – Dos autores C&eacute;lio Pedreira, Juarez Moreira e Odir Rocha, &eacute;&nbsp;uma homenagem as nossas &ldquo;Pedras Cangas&rdquo;, que s&atilde;o homens, mulheres, artistas que experimentam o anonimato, mesmo com trabalhos art&iacute;sticos de alt&iacute;ssima qualidade. A composi&ccedil;&atilde;o musical cria um ambiente intimista, onde a centralidade da aten&ccedil;&atilde;o, muda muitas vezes de forma inesperada e empolgante, criando uma din&acirc;mica interessante de jogos c&ecirc;nicos, sonoros e de luzes.<br />
<br />
<em>&ldquo;A Caixa</em>&rdquo; – &nbsp;faz parte de uma pesquisa do comportamento do indiv&iacute;duo em grupo feita por Nival Correia. &Eacute; um instrumento desafiador para vencer desafios em grupo, respeitando todas as diferen&ccedil;as culturais das pessoas, utilizando os elementos do&nbsp;<em>clown</em>&nbsp;para ir al&eacute;m da express&atilde;o, mas, subtraindo das pessoas os comportamentos mais sens&iacute;veis.<br />
<br />
<strong><u>Programa&ccedil;&atilde;o</u></strong><br />
<br />
<strong>&nbsp;Aragua&iacute;na (17/07)</strong><br />
Local: Espa&ccedil;o Cultural Artpalco<br />
9h00 – Oficina&ldquo;Cultura Popular nas Artes C&ecirc;nicas&rdquo;. – Interc&acirc;mbio com Grupo Artepalco de Artes e Cia Ciganos de Teatro e Quadrilhas Juninas de Aragua&iacute;na<br />
11h00 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do Espet&aacute;culo &ldquo;A caixa&rdquo;;<br />
19h30 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do &ldquo; Pedra Canga&rdquo;.<br />
&nbsp;<br />
<strong>Gurupi (20/07)</strong><br />
Local: Centro Cultural Mauro Cunha<br />
9h00 – Oficina&ldquo;Cultura Popular nas Artes C&ecirc;nicas&rdquo;. – Intercambio com<br />
alunos do 4&ordm; ano de Artes Cenicas da IFTO; com grupo de Teatro<br />
Motir&ocirc;; grupo de Teatro e Quadrilhas Juninas de Gurupi;<br />
11h00 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do Espet&aacute;culo &ldquo;A caixa&rdquo;;<br />
19h30 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do &ldquo; Pedra Canga&rdquo;.<br />
&nbsp;<br />
<strong>Porangatu (22/07)</strong><br />
Local: Centro Cultural de Porangatu<br />
9h00 – Oficina&ldquo;Cultura Popular nas Artes C&ecirc;nicas&rdquo;;<br />
11h00 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do Espet&aacute;culo &ldquo;A caixa&rdquo;;<br />
19h30 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do &ldquo; Pedra Canga&rdquo;.<br />
&nbsp;<br />
<strong>Goi&acirc;nia (24/07)</strong><br />
Local: Espa&ccedil;o Cultural Novo Ato<br />
9h00 – Oficina&ldquo;Cultura Popular nas Artes C&ecirc;nicas&rdquo;;<br />
11h00 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do Espet&aacute;culo &ldquo;A caixa&rdquo;;<br />
19h30 -Apresenta&ccedil;&atilde;o do &ldquo; Pedra Canga<strong>&rdquo;.</strong></span><br />

Comentários pelo Facebook: