Seet
Sobral – 300×100

Senai Tocantins oferece capacitação e consultorias como opções para superar crise econômica

admin -

<span style="font-size:14px;">Em tempos de crise h&aacute; sempre quem consiga lucrar, mas para isso &eacute; necess&aacute;rio, sobretudo, inovar e ter disposi&ccedil;&atilde;o para aprender. A regra, que na pr&aacute;tica &eacute; uma sa&iacute;da estrat&eacute;gica para driblar as dificuldades moment&acirc;neas, serve tanto a empresas como para profissionais que buscam melhores posi&ccedil;&otilde;es no mercado.&nbsp;<br />
<br />
<a href="http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2015/07/veja-os-cursos-tecnicos-que-tem-vagas-de-emprego-abertas-mesmo-na-crise.html" target="_blank">Reportagem sobre o tema, veiculada recentemente no Bom Dia Brasil (Rede Globo),</a>&nbsp;mostrou que pessoas que investem em qualifica&ccedil;&atilde;o profissional sentem menos os efeitos da crise, assim como as empresas que investem em consultorias de inova&ccedil;&atilde;o e tecnologia conseguem se sobressair melhor.<br />
<br />
Empresas tocantinenses j&aacute; perceberam isso e est&atilde;o investindo cada vez mais em treinamentos e processos inovadores. Foi o que aconteceu com a Quatro Ventos Confec&ccedil;&otilde;es, de Aragua&iacute;na, como explica a empres&aacute;ria Maria Elieth Lobo, presidente do Sindicato das Ind&uacute;strias de Confec&ccedil;&atilde;o do Estado do Tocantins (SICON/TO). <em>&ldquo;A conta de energia da minha empresa era muito alta, mas depois que participei do Programa de Efici&ecirc;ncia Energ&eacute;tica, oferecido pelo SENAI, houve uma redu&ccedil;&atilde;o de 30%. Antes haviam interrup&ccedil;&otilde;es constantes do fornecimento, principalmente por causa da fia&ccedil;&atilde;o antiga, mas o problema acabou definitivamente ap&oacute;s interven&ccedil;&atilde;o da consultoria&rdquo;,</em> ressalta.<br />
<br />
Para a empres&aacute;ria, os investimentos em consultorias e inova&ccedil;&atilde;o ajudaram a enfrentar a crise atual, que pouco atingiu seu neg&oacute;cio. Satisfeita com os resultados obtidos, ela se prepara agora para conduzir um grupo de empres&aacute;rios &agrave; Feira de Serigrafia T&ecirc;xtil, que acontece em S&atilde;o Paulo de 21 a 25 deste m&ecirc;s. L&aacute; v&atilde;o conhecer o que h&aacute; de mais moderno no setor.<br />
<br />
Profissionais como Reginaldo Ribeiro Batista, 32, que investiu em capacita&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m garante: est&aacute; tirando de &ldquo;letra&rdquo; a crise. Ele concluiu o curso de eletroeletr&ocirc;nica no SENAI Tocantins, uma das &aacute;reas de destaque no atual momento, segundo a reportagem do Bom Dia Brasil.&nbsp; Nos pr&oacute;ximos dias ele assume como encarregado geral da empresa em que trabalha, a Enecol, em Aragua&iacute;na, com sal&aacute;rio melhor do que o atual. &ldquo;Iniciei como leiturista, passei a eletricista e agora aguardo o momento para dar um novo passo profissional em minha vida&rdquo;, comemora.<br />
<br />
Sobre o que o levou a&nbsp;<a href="http://www.senai-to.com.br/Unidades.aspx" target="_blank">procurar o SENAI,</a>&nbsp;Batista destaca que foi o reconhecimento que tem a institui&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;O nome do SENAI &eacute; forte em todo o Brasil, e eu sabia disso. Hoje s&oacute; tenho que agradecer a oportunidade que tive&rdquo;</em>, diz, acrescentando que n&atilde;o quer parar por a&iacute;, vai continuar fazendo novos cursos. &ldquo;Prefiro estudar do que ficar em casa sentado na sala vendo novela ou em um boteco conversando fiado com os amigos&rdquo;, finaliza.<br />
<br />
Assim como a empres&aacute;ria Maria Elieth e o eletrot&eacute;cnico Reginaldo, outros tocantinenses est&atilde;o seguindo o mesmo caminho e conseguindo atravessar a crise sem maiores problemas. Mas todos eles t&ecirc;m algo em comum: investem em consultorias e qualifica&ccedil;&atilde;o. Para a empresa, o resultado &eacute; um melhor desempenho e maior competitividade, enquanto para o profissional representa a oportunidade de ter o seu pr&oacute;prio neg&oacute;cio, emprego garantido e um sal&aacute;rio melhor.</span><br />
&nbsp;<br />

Comentários pelo Facebook: