Seet
Sobral – 300×100

Moradores do Setor Aeroviário buscam soluções para problemas de trafegabilidade e iluminação pública; Prefeitura tomará providências

admin -

<div style="text-align: justify;">
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u> &nbsp;<br />
<br />
Moradores do Setor Aerovi&aacute;rio se reuniram na &uacute;ltima quarta-feira (13) com o vereador Luzimar Coelho (PRTB) para solicitar apoio do parlamentar na resolu&ccedil;&atilde;o de problemas nas ruas Dom Pedro II e Rua 14 (antiga Rua da Conc&oacute;rdia). Segundo a presidente da Associa&ccedil;&atilde;o de Moradores, Ver&ocirc;nica Santos, a popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o tem mais acesso as resid&ecirc;ncias, de carro ou moto, devido ao matagal e crateras espalhadas pela Rua Dom Pedro. J&aacute; na Rua 14, a aus&ecirc;ncia total de ilumina&ccedil;&atilde;o noturna facilita a a&ccedil;&atilde;o de marginais colocando em risco a vida de quem trafega na localidade. Os moradores relataram ainda que durante o per&iacute;odo chuvoso a enxurrada invade as casas levando lixo, doen&ccedil;as, preju&iacute;zos e desconfortos.&nbsp;<br />
<br />
Segundo a dona de casa Lira Vieira, a rua tomada por matos est&aacute; servindo de motel. <em>&ldquo;Sempre amanhece camisinhas na porta de minha casa. E temos crian&ccedil;as que est&atilde;o convivendo com essa realidade&rdquo;,</em> contou.<br />
<br />
O vereador Luzimar Coelho esteve no local e fez o compromisso de buscar solu&ccedil;&otilde;es urgentes junto ao prefeito Ronaldo Dimas e ao Secret&aacute;rio Municipal de Infraestrutura, Sim&atilde;o Moura F&eacute;. <em>&ldquo;O problema na Rua s&atilde;o Pedro &eacute; cr&ocirc;nico e para acabar com a afli&ccedil;&atilde;o dos moradores tem que ser feito um trabalho diferenciado, principalmente devido ao desn&iacute;vel da rua, fato que provoca uma forte correnteza nos dias chuvosos e invade as casas&rdquo;</em>, afirma.<br />
<br />
O parlamentar faz ainda um alerta: <em>&ldquo;O povo n&atilde;o aguenta mais aquela situa&ccedil;&atilde;o. Com a continuidade das chuvas pode acontecer com a Rua da Associa&ccedil;&atilde;o M&eacute;dica o mesmo que ocorreu na Avenida Filad&eacute;lfia. A cratera j&aacute; tem mais de metro&rdquo;.</em><br />
<br />
<em>&ldquo;Vou levar o problema ao secret&aacute;rio que j&aacute; est&aacute; fazendo um excelente trabalho com o mutir&atilde;o de limpeza urbana e tapa buracos. O prefeito j&aacute; deu toda autonomia para resolver os problemas de Aragua&iacute;na. Tenho certeza que o setor n&atilde;o ficar&aacute; &agrave; margem do progresso. Eu como vereador n&atilde;o posso ficar calado e omisso em rela&ccedil;&atilde;o aos problemas do povo&rdquo;</em>, garantiu.<br />
<br />
<u><strong>O outro lado</strong></u><br />
<br />
De acordo com a Assessoria da Prefeitura,&nbsp; o setor Aerovi&aacute;rio ser&aacute; a d&eacute;cima a&ccedil;&atilde;o do mutir&atilde;o de limpeza e tapa buraco. Atualmente o mutir&atilde;o est&aacute; migrando para a segunda a&ccedil;&atilde;o.<br />
<br />
Os trabalhos est&atilde;o na Rua Perimetral, no Setor Raizal, Avenida Brasil, no Setor Coimbra, Avenida Tocantins, no Setor Aragua&iacute;na Sul, al&eacute;m de frentes de trabalho nos setores Patroc&iacute;nio e Morada do Sol. J&aacute; os trabalhos de tapa buracos v&atilde;o se concentrar na Rua 2 de Julho, sentido Feirinha, Avenida Jos&eacute; de Brito e Rua 14, no Setor Dom Orione.<br />
<br />
Com rela&ccedil;&atilde;o &agrave; aus&ecirc;ncia de l&acirc;mpadas no poste de ilumina&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica das ruas 14 e Dom Pedro II, no setor Aerovi&aacute;rio, a prefeitura de Aragua&iacute;na informou que o Departamento de Ilumina&ccedil;&atilde;o P&uacute;blica providenciar&aacute; a troca da l&acirc;mpada no local. J&aacute; sobre a possibilidade de instala&ccedil;&atilde;o de novos pontos de ilumina&ccedil;&atilde;o p&uacute;blica na regi&atilde;o, de posse das informa&ccedil;&otilde;es sobre as ruas do setor, um of&iacute;cio ser&aacute; feito junto &agrave; Celtins e &agrave; Secretaria de Infraestrutura, acompanhado de um levantamento na localidade, para averiguar a viabiliza&ccedil;&atilde;o dos novos postes. O prazo m&iacute;nimo para este processo &eacute; de 60 dias.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">#GaleriaAlbum:6b19f8e1bc09f2f1bf7f3e3490e65087#</span></div>

Comentários pelo Facebook: