Sobral – 300×100
Seet

Tocantinense disputa prêmio no maior evento de educação profissional do mundo

admin -

<span style="font-size:14px;">Ele nunca tinha viajado em um avi&atilde;o antes de participar e conquistar o 1&ordm; lugar na Olimp&iacute;ada do Conhecimento e, em pouco tempo, j&aacute; ganhou o mundo e um honroso segundo lugar em torneio internacional, realizado na Finl&acirc;ndia, em maio deste ano. Mesmo com tantas novidades, o jovem representante do Tocantins e do Brasil na ocupa&ccedil;&atilde;o Pintura Decorativa na WorldSkills, Alisson Aguiar, diz com &quot;mais do que certeza&quot; que est&aacute; preparado para representar muito bem seu Pa&iacute;s.<br />
<br />
Mesmo diante do desgaste f&iacute;sico e mental, o que considera as principais dificuldades da competi&ccedil;&atilde;o internacional, Alisson destaca seu foco como o diferencial para conquistar o 1&ordm; lugar na competi&ccedil;&atilde;o internacional, seu objetivo declarado.<br />
<br />
<em>&ldquo;&Eacute; a primeira vez que o Brasil participa da modalidade Pintura Decorativa. E eu sou o primeiro tocantinense a participar, em n&iacute;vel mundial, da competi&ccedil;&atilde;o, por isso estou confiante e quero trazer a medalha de ouro&rdquo;.</em><br />
<br />
O interesse em um curso t&eacute;cnico surgiu a partir de seu pai que &eacute; professor do Servi&ccedil;o Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) na &aacute;rea de Refrigera&ccedil;&atilde;o.<em> &ldquo;Vi que al&eacute;m de ser algo que poderia vir a somar futuramente, ajudaria n&atilde;o s&oacute; profissionalmente, mas em v&aacute;rias &aacute;reas da vida, desde amizades, desenvolvimento mental, capacidade de aprendizado, entre outras&rdquo;</em>, diz.<br />
<br />
Totalmente focado nos treinamentos, Alisson ainda n&atilde;o escolheu qual curso superior que ingressar, mas j&aacute; faz planos de como vai faz&ecirc;-lo. &ldquo;<em>Quero fazer faculdade, ampliar meus conhecimentos t&eacute;cnicos, vejo minha profiss&atilde;o como um meio de bancar a faculdade&rdquo;</em>, assegura.<br />
<br />
<strong><u>A WORLDSKILLS</u></strong><br />
<br />
O Brasil ser&aacute; representado por 56 jovens profissionais t&eacute;cnicos na 43&ordf; edi&ccedil;&atilde;o da WorldSkills Competition, que ser&aacute; realizada em S&atilde;o Paulo de 11 a 16 de agosto. Essa &eacute; a maior delega&ccedil;&atilde;o j&aacute; reunida pelo pa&iacute;s para a competi&ccedil;&atilde;o. Na WorldSkills, os 1.200 competidores, todos com menos de 22 anos de idade, de 62 pa&iacute;ses, disputam medalhas em 50 profiss&otilde;es da ind&uacute;stria e do setor de servi&ccedil;os.<br />
<br />
Ao longo de quatro dias de provas, eles precisam alcan&ccedil;ar &iacute;ndices de excel&ecirc;ncia ao executar tarefas semelhantes &agrave;s que realizariam em situa&ccedil;&otilde;es reais do dia a dia das ind&uacute;strias ou no setor de servi&ccedil;os. Todos s&atilde;o avaliados pelas habilidades t&eacute;cnicas e pessoais.</span><br />

Comentários pelo Facebook: