Seet
Sobral – 300×100

Funcionários de escolta armada são presos por porte ilegal de arma de fogo; empresa não tem autorização

admin -

<span style="font-size:14px;">Dois funcion&aacute;rios de uma empresa de escolta armadas foram presos no Tocantins por porte ilegal de armas no domingo (26), em Gurupi (TO). Segundo a&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">Pol&iacute;cia Rodovi&aacute;ria Federal</span><span style="font-size:14px;">,&nbsp;a empresa n&atilde;o possu&iacute;a autoriza&ccedil;&atilde;o para atuar no Estado.<br />
<br />
A pris&atilde;o aconteceu durante fiscaliza&ccedil;&atilde;o ao ve&iacute;culo Fiat Uno, com placas de Minas Gerais, com d&iacute;stico de &ldquo;escolta armada&rdquo;. Os funcion&aacute;rios estavam com dois revolveres calibre 38, 1 Espingarda calibre 12 e 37 muni&ccedil;&otilde;es. Armas eram portadas ostensivamente em poder do condutor e passageiro do referido ve&iacute;culo.<br />
<br />
Durante fiscaliza&ccedil;&atilde;o foi solicitado a documenta&ccedil;&atilde;o dos funcion&aacute;rios e credencias da empresa de seguran&ccedil;a, momento em que os agentes da PRF constataram que a empresa n&atilde;o estava habilitada para atuar no estado do Tocantins, situa&ccedil;&atilde;o que a deixava em desconformidade com a Lei 7.102/83, regulamentada pela Portaria DPF 3233/2012.<br />
<br />
Os policiais verificaram tamb&eacute;m que a empresa n&atilde;o havia tamb&eacute;m feito comunica&ccedil;&atilde;o pr&eacute;via do servi&ccedil;o de escolta &agrave; PF e PRF, conforme prev&ecirc; a legisla&ccedil;&atilde;o vigente.<br />
<br />
Questionados se realizavam servi&ccedil;o de escolta naquele momento, informaram que teriam vindo de Goi&acirc;nia/GO, por determina&ccedil;&atilde;o da empresa aonde trabalham, com intuito de iniciar servi&ccedil;o de escolta a partir do Posto PRF Gurupi/TO, a um caminh&atilde;o que ali estaria estacionado.<br />
<br />
Os dois funcion&aacute;rios foram detidos por porte ilegal de armas (Artigo 14 da Lei 10.826/2003). As armas foram apreendidas. A ocorr&ecirc;ncia foi apresentada na Delegacia de Pol&iacute;cia Civil de Gurupi/TO.</span>

Comentários pelo Facebook: