Sobral – 300×100
Seet

Dois veículos "clonados" avaliados em quase R$ 120 mil são apreendidos durante operação da Polícia Civil

admin -

<span style="font-size:14px;">Dois ve&iacute;culos clonados avaliados em quase R$ 120 mil e uma arma de fogo com numera&ccedil;&atilde;o raspada foram apreendidos em Bandeirantes do Tocantins </span><span style="font-size:14px;">durante a Opera&ccedil;&atilde;o Clone. Participaram da a&ccedil;&atilde;o policiais civis da Delegacia Estadual de Investiga&ccedil;&otilde;es Criminais (DEIC) de Palmas, em a&ccedil;&atilde;o conjunta com os 1&ordm; e 2&ordm; Distritos Policiais de Colinas do Tocantins e a delegacia de Arapoema.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">De acordo com o delegado Vinicius Mendes de Oliveira, foram apreendidos um ve&iacute;culo Fiat Strada Working CD, de cor cinza, ano/modelo 2014/2015, que estava em poder de Jovair Fernandes Nunes, de 55 anos. Com ele a pol&iacute;cia civil tamb&eacute;m apreendeu um rev&oacute;lver calibre 38, municiado e com numera&ccedil;&atilde;o raspada.<br />
<br />
Outro ve&iacute;culo apreendido na opera&ccedil;&atilde;o foi um Chevrolet Cruze LT, de cor prata, ano modelo 2014, este estava sob o poder de Orley Ramos Amaral, de 40 anos.&nbsp;&nbsp;&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Conforme o Delegado Ronie Augusto Esteves, ambos os ve&iacute;culos s&atilde;o &ldquo;clonados&rdquo;, ou seja, ostentam placas de ve&iacute;culos diversos aos do chassi original, os quais se encontram adulterados, sendo que o ve&iacute;culo GM Cruze foi furtado, em dezembro de 2014, e o Fiat Strada, roubado, em fevereiro de 2015, ambos na cidade de Goi&acirc;nia/GO.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Os dois homens foram autuados pelo crime de recepta&ccedil;&atilde;o. Jovair tamb&eacute;m foi autuado por porte ilegal de arma de fogo.<br />
<br />
Orley Ramos pagou fian&ccedil;a de oito sal&aacute;rios m&iacute;nimos e vai responder ao processo em liberdade. Devido ao crime de porte de arma de fogo com numera&ccedil;&atilde;o raspada, Jovair Fernandes foi recolhido &agrave; carceragem da cadeia p&uacute;blica de Colinas, onde permanece a disposi&ccedil;&atilde;o do Poder Judici&aacute;rio.&nbsp;&nbsp;<br />
<br />
Os ve&iacute;culos foram submetidos a per&iacute;cia oficial, que constatou que os mesmos s&atilde;o produto de origem criminosa e ser&atilde;o restitu&iacute;dos aos seus leg&iacute;timos propriet&aacute;rios, pela equipe da Delegacia Especializada em Investiga&ccedil;&otilde;es Criminais (DEIC).</span>

Comentários pelo Facebook: