Sobral – 300×100
Seet

MPE cobra força-tarefa para fiscalizar as vias de acesso a Araguaína e outras seis cidades

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Fernando Almeida</u><br />
<em>Aragua&iacute;na Not&iacute;cias</em><br />
<br />
Ap&oacute;s den&uacute;ncias da comunidade, o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual (MPE) cobrou do 2&ordm; Batalh&atilde;o de Pol&iacute;cia Militar uma for&ccedil;a tarefa para fiscaliza&ccedil;&atilde;o as vias de acesso a Aragua&iacute;na (TO) e outras seis cidades do norte do Estado, al&eacute;m das balsas que fazem a travessia em Filad&eacute;lfia e Araguan&atilde;.&nbsp;<br />
<br />
O MPE exigiu que as provid&ecirc;ncias sejam tomadas em car&aacute;ter de &quot;urg&ecirc;ncia e emerg&ecirc;ncia&quot;, devido ao fluxo de pessoas na alta temporada de praias.<br />
<br />
As cobran&ccedil;as do Minist&eacute;rio P&uacute;blico foram feitas &agrave; PM nesta segunda-feira, 04, atrav&eacute;s de of&iacute;cios pelo promotor Alzemiro Wilson Peres Freitas. Os documentos s&atilde;o direcionados &agrave; Comandante do 2&ordm; BPM, Patr&iacute;cia Murussi Leite, e ao subcomandante M&aacute;rcio Ant&ocirc;nio Rodrigues de Carvalho.<br />
<br />
De acordo com o MPE, foram in&uacute;meras den&uacute;ncias e reclama&ccedil;&otilde;es da popula&ccedil;&atilde;o sobre a suposta aus&ecirc;ncia ou inefici&ecirc;ncia da fiscaliza&ccedil;&atilde;o nas entradas das cidades.&nbsp;<br />
<br />
Segundo of&iacute;cio, na balsa de Araguan&atilde;, que d&aacute; acesso &agrave;s praias do Rio Araguaia e ao Estado do Par&aacute;, algumas pessoas n&atilde;o obedecem a fila de espera, com absoluto e/ou suposta omiss&atilde;o da Pol&iacute;cia Militar.<br />
<br />
Um trecho do of&iacute;cio menciona que no retorno das praias muitos condutores ingerem bebidas alco&oacute;licas, colocando em risco a seguran&ccedil;a nas rodovias. Para o MPE, a fiscaliza&ccedil;&atilde;o da PM &eacute; uma uma forma de coibir essas imprud&ecirc;ncias, mas que pouco tem acontecido.<br />
<br />
<em>&ldquo;Na pr&aacute;tica, os demais cidad&atilde;os que se encontram transitando ficam &agrave; merc&ecirc; da pr&oacute;pria sorte, basta verificar que a maioria dos ve&iacute;culos n&atilde;o est&atilde;o sendo fiscalizados, sejam documentos dos ve&iacute;culos, velocidade, sequer h&aacute; baf&ocirc;metros nos locais&rdquo;</em>, diz o documento.<br />
<br />
Ap&oacute;s apontar as defici&ecirc;ncias, o MPE requisitou, em regime de urg&ecirc;ncia e emerg&ecirc;ncia, que o Comando da PM determine for&ccedil;a tarefa e blitzes espec&iacute;ficas em todas os acessos de Aragua&iacute;na e nas demais cidades de responsabilidade do 2&ordm; BPM: Carmol&acirc;ndia, Araguan&atilde;, Aragominas, Santa f&eacute; do Araguaia, Muricil&acirc;ndia e Nova Olinda.&nbsp; Tamb&eacute;m requisitou o aux&iacute;lio-parceria da Pol&iacute;cia Civil, Naturatins e Bombeiros.<br />
<br />
Nossa equipe de reportagem entrou em contato com o 2&ordm; BPM, mas foi informada de que a PM ir&aacute; se manifestar apenas atrav&eacute;s de Of&iacute;cio, em resposta &agrave;s cobran&ccedil;as MPE.</span>

Comentários pelo Facebook: