Sobral – 300×100
Seet

Transporte público de Araguaína é alvo de críticas e graves denúncias dos vereadores; Cooperlota busca soluções

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<em>Portal AF Not&iacute;cias</em><br />
<br />
Na pr&oacute;xima ter&ccedil;a-feira, dia 11 de agosto, o presidente da Ag&ecirc;ncia Municipal de Tr&acirc;nsito e Transporte (AMTT), Gustavo Fidalgo, e o presidente da Cooperlota, Davi Pereira, estar&atilde;o na C&acirc;mara de Aragua&iacute;na (TO) para prestar esclarecimentos sobre os entraves no transporte p&uacute;blico da cidade. A nova frota de 50 micro-&ocirc;nibus, climatizados, j&aacute; deveria estar em circula&ccedil;&atilde;o desde o dia 1&ordm; de mar&ccedil;o, mas at&eacute; agora n&atilde;o h&aacute; data definida para que isso aconte&ccedil;a.<br />
<br />
<strong><u>Debate quente na sess&atilde;o da C&acirc;mara</u></strong><br />
<br />
Na sess&atilde;o da C&acirc;mara, esta semana, o debate foi quente em rela&ccedil;&atilde;o &agrave; falta de &ocirc;nibus novos circulando nas ruas de Aragua&iacute;na. &ldquo;<em>N&atilde;o aprovamos nessa Casa a Cooperativa para colocar sucatas de S&atilde;o Paulo circulando em nossa cidade&rdquo;</em>, disparou o vereador Xeroso (PR).<br />
<br />
Para Luciano Santana (PR), os &ocirc;nibus ainda n&atilde;o estariam circulando porque &quot;nenhum banco quis financiar&quot; os ve&iacute;culos. &ldquo;<em>Temos que saber o que est&aacute; verdadeiramente acontecendo. A popula&ccedil;&atilde;o est&aacute; sofrendo e os cooperados j&aacute; fizeram esfor&ccedil;os. Queremos ouvir os respons&aacute;veis pelo transporte p&uacute;blico. O servi&ccedil;o paliativo j&aacute; dura 3 meses e precisamos ter uma data segura de quando os novos &ocirc;nibus v&atilde;o circular. J&aacute; est&aacute; passando da hora&rdquo;</em>, desabafou Luciano Santana.<br />
<br />
O vereador Neto Pajeu afirmou que &ldquo;todos os prazos est&atilde;o vencidos e a popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o aguenta mais tantas promessas&rdquo;.<br />
<br />
<strong><u>Amea&ccedil;as aos cooperados</u></strong><br />
<br />
Den&uacute;ncias graves tamb&eacute;m foram relatadas no plen&aacute;rio da C&acirc;mara. Segundo os vereadores, alguns cooperados est&atilde;o sendo amea&ccedil;ados e obrigados a ficar calados.&nbsp;<br />
<br />
<em>&ldquo;Alguns cooperados est&atilde;o sendo amea&ccedil;ados. Trabalhando de gra&ccedil;a e se falar em p&uacute;blico ainda ser&aacute; exclu&iacute;do. N&atilde;o estou acusando A ou B, mas estou vigilante</em>&rdquo;, denunciou Xeroso.<br />
<br />
O vereador de oposi&ccedil;&atilde;o Batista Capixaba refor&ccedil;ou a den&uacute;ncia: <em>&ldquo;Fui procurado por v&aacute;rios cooperados e eles est&atilde;o sendo obrigados a ficar calado. Algo est&aacute; errado. Muitos venderam carros, lotes, motos, para fazer o investimento. O medo deles &eacute; que tudo v&aacute; por &aacute;gua abaixo&rdquo;</em>, afirmou.<br />
<br />
<strong><u>&Ocirc;nibus piores do que os da Via&ccedil;&atilde;o Lontra</u></strong><br />
<br />
Para Capixaba, os &ocirc;nibus alugados emergencialmente, que est&atilde;o fazendo o transporte p&uacute;blico com tarifa de 1 real, s&atilde;o piores do que os da Via&ccedil;&atilde;o Lontra, que pararam de circular recentemente. <em>&ldquo;N&atilde;o d&aacute; para entender. Deixar uma UPA fechada e investir quase R$ 1 milh&atilde;o num monte de sucatas velhas. &Eacute; vergonhoso&rdquo;,</em> criticou.<br />
<br />
<strong><u>Trabalhando sem receber</u></strong><br />
<br />
Conforme o vereador Luciano Santana, os cooperados ainda estariam trabalhando sem remunera&ccedil;&atilde;o. No entanto, a Cooperlota estaria recebendo cerca de 200 mil reais por m&ecirc;s da Prefeitura de Aragua&iacute;na. Segundo o parlamentar, um cooperado j&aacute; desistiu e procurou a justi&ccedil;a para receber os direitos. &ldquo;<em>Os outros est&atilde;o vendendo casas, carros, para pagar o financiamento dos &ocirc;nibus&rdquo;,</em> afirmou.<br />
<br />
<u><strong>O outro lado</strong></u><br />
<br />
Em nota enviada ao <strong><em>AF Not&iacute;cias</em></strong>, a Cooperlota disse que houve uma reuni&atilde;o, na segunda-feira (3), com a diretoria do banco respons&aacute;vel pelo financiamento dos &ocirc;nibus em Bel&eacute;m (PA), e foi dada sequ&ecirc;ncia &agrave;s negocia&ccedil;&otilde;es para solucionar os &uacute;ltimos entraves, em Goi&acirc;nia (GO). <em>&ldquo;A expectativa &eacute; de que tenhamos uma data definida para circula&ccedil;&atilde;o da nova frota ainda esta semana&rdquo;</em>, disse.<br />
<br />
Quanto aos demais questionamentos, o presidente da Cooperlota, David Pereira, informou que n&atilde;o h&aacute; remunera&ccedil;&atilde;o fixa entre os cooperados, o que existe &eacute; o rateio do saldo do valor arrecadado da tarifa de R$ 1,00, depois de deduzidas as despesas com aluguel da garagem, pagamento de contratados e manuten&ccedil;&atilde;o dos ve&iacute;culos. A Prefeitura de Aragua&iacute;na &eacute; quem paga o aluguel dos ve&iacute;culos.<br />
<br />
Sobre a den&uacute;ncia de que haja amea&ccedil;a ou qualquer tipo de censura da Diretoria em rela&ccedil;&atilde;o aos cooperados, a Cooperlota disse que informa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o procede. Tamb&eacute;m n&atilde;o h&aacute; qualquer notifica&ccedil;&atilde;o de a&ccedil;&atilde;o judicial movida por qualquer cooperado ou ex-cooperado contra a cooperativa, informou a nota.</span>

Comentários pelo Facebook: