Seet
Sobral – 300×100

Araguaína, Palmas e Gurupi terão urnas eletrônicas na eleição para conselheiros tutelares

admin -

<span style="font-size:14px;">O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ir&aacute; disponibilizar urnas eletr&ocirc;nicas para as tr&ecirc;s maiores comarcas do Estado nas elei&ccedil;&otilde;es unificadas dos Conselheiros Tutelares. Este foi o compromisso da presidente &Acirc;ngela Prudente com o Minist&eacute;rio P&uacute;blico do Tocantins durante visita do Procurador-Geral de Justi&ccedil;a, Clenan Renaut de Melo.<br />
<br />
Tamb&eacute;m participaram do encontro o Presidente da Associa&ccedil;&atilde;o Tocantinense do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, Luciano Casaroti, do Coordenador do Centro de Apoio Operacional &agrave;s Promotorias de Justi&ccedil;a da Inf&acirc;ncia e Juventude, Sidney Fiori J&uacute;nior e do Promotor de Justi&ccedil;a Delveaux Prudente J&uacute;nior na sede do TRE, na manh&atilde; de sexta-feira, 14.<br />
<br />
As elei&ccedil;&otilde;es acontecem em todo territ&oacute;rio nacional no dia 04 de outubro e ter&atilde;o o Minist&eacute;rio P&uacute;blico como fiscal do pleito. Para agilizar o processo de vota&ccedil;&atilde;o e conferir transpar&ecirc;ncia &agrave;s elei&ccedil;&otilde;es, os membros do MPE solicitaram do TRE o apoio quanto &agrave; disponibiliza&ccedil;&atilde;o de urnas eletr&ocirc;nicas e suporte t&eacute;cnico nos 139 munic&iacute;pios tocantinenses.<br />
<br />
Reconhecendo a import&acirc;ncia do processo para a comunidade, &Acirc;ngela Prudente exp&ocirc;s as dificuldades enfrentadas pelo TRE-TO, principalmente nas zonas eleitorais, devido &agrave; insufici&ecirc;ncia de servidores, que se encontram em greve, e ao fato de que estes, em sua maioria, est&atilde;o envolvidos no cadastramento digital dos eleitores, que acontece em mais de 50 munic&iacute;pios. Nesse sentido, se disp&ocirc;s a colaborar com a cess&atilde;o de urnas para as Comarcas de Palmas, Aragua&iacute;na e Gurupi, as quais abrigam cerca de 30% do eleitorado do Estado. <em>&ldquo;Nos colocamos inteiramente a disposi&ccedil;&atilde;o a ajudar. Nossa inten&ccedil;&atilde;o &eacute; cobrir 100%, mas algumas quest&otilde;es nos impedem no momento. Dentro do poss&iacute;vel, estamos nos desdobrando</em>&rdquo;, pontuou &Acirc;ngela Prudente. A pedido do Procurador-Geral de Justi&ccedil;a, Clenan Renaut de Melo Pereira, a desembargadora comprometeu-se em analisar at&eacute; a pr&oacute;xima segunda-feira, 17, a possibilidade de contemplar tamb&eacute;m a quarta maior Comarca, Porto Nacional.<br />
<br />
No encontro, ficou acordado tamb&eacute;m que ser&aacute; de inteira responsabilidade dos munic&iacute;pios o transporte das urnas eletr&ocirc;nicas, assim como os recursos humanos necess&aacute;rios no dia do pleito. Nas cidades n&atilde;o atendidas ser&atilde;o disponibilizadas urnas de lona, sendo o Minist&eacute;rio P&uacute;blico Estadual respons&aacute;vel por sua distribui&ccedil;&atilde;o. Caber&aacute; tamb&eacute;m ao Tribunal encaminhar toda a rela&ccedil;&atilde;o de eleitores aptos a votar e alimentar as urnas eletr&ocirc;nicas com informa&ccedil;&otilde;es sobre os candidatos.<br />
<br />
O PGJ considerou exitoso o encontro e reconheceu o empenho do TRE para atender &agrave; solicita&ccedil;&atilde;o, assim como o esfor&ccedil;o empreendido pelo coordenador do Caopij para o sucesso das elei&ccedil;&otilde;es.<em> &ldquo;O desafio &eacute; que nos impulsiona a buscar o aprimoramento. Acredito que, no pr&oacute;ximo pleito, supriremos toda a demanda do Estado&rdquo;,</em> disse Clenan.<br />
<br />
As elei&ccedil;&otilde;es unificadas de Conselheiros Tutelares ter&atilde;o acompanhamento efetivo do Minist&eacute;rio P&uacute;blico. <em>&ldquo;Al&eacute;m da miss&atilde;o de fiscalizar, prevista no Estatuto da Crian&ccedil;a e do Adolescente, o papel do Minist&eacute;rio P&uacute;blico, em uma elei&ccedil;&atilde;o como esta, que n&atilde;o tem tantas regulamenta&ccedil;&otilde;es, se estende tamb&eacute;m &agrave; orienta&ccedil;&atilde;o. Estamos orientando os mes&aacute;rios e os candidatos sobre o que pode ser feito ou n&atilde;o ao longo da campanha eleitoral&rdquo;</em>, esclareceu o coordenador do Caopij, Sidney Fiori J&uacute;nior.<br />
<br />
Participaram da reuni&atilde;o o diretor geral do TRE, Fl&aacute;vio Leali, a quem coube explicar a sistem&aacute;tica que ser&aacute; utilizada, al&eacute;m do secret&aacute;rio substituto de Tecnologia da Informa&ccedil;&atilde;o, Valdenir Borges J&uacute;nior.</span>

Comentários pelo Facebook: