Seet
Sobral – 300×100

Pacientes com câncer vão continuar tratamento em Imperatriz após interdição do único aparelho de radioterapia do Estado

admin -

<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br />
<br />
Com a interdi&ccedil;&atilde;o do aparelho de radioterapia do Hospital Regional de Aragua&iacute;na (TO), no &uacute;ltimo dia 13 de agosto, os pacientes ser&atilde;o encaminhados para Imperatriz (MA) onde dar&atilde;o continuidade ao</span><span style="font-size:14px;">&nbsp;tratamento contra o c&acirc;ncer no Centro de Preven&ccedil;&atilde;o e Tratamento de C&acirc;ncer (Oncoradium).<br />
<br />
As despesas de transporte e hospedagem ser&atilde;o custeados pelo Estado. O &uacute;nico aparelho de radioterapia do Tocantins foi interditado pela Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria em raz&atilde;o da&nbsp;</span><span style="font-size:14px;">falta de documentos do processo de importa&ccedil;&atilde;o que garante a seguran&ccedil;a do equipamento.</span><br />
<br />
<span style="font-size:14px;">Na segunda-feira (17) o secret&aacute;rio de Estado da Sa&uacute;de, Samuel Braga Bonilha, acompanhado de t&eacute;cnicos da Secretaria de Sa&uacute;de (Sesau), esteve em Aragua&iacute;na e Imperatriz para finalizar detalhes da transfer&ecirc;ncia dos pacientes.<br />
<br />
Segundo Bonilha todos os esfor&ccedil;os est&atilde;o sendo feitos para minimizar os danos aos pacientes e garantir a continuidade dos tratamentos. <em>&ldquo;&Eacute; obriga&ccedil;&atilde;o do Estado garantir um atendimento adequado para os pacientes at&eacute; que seja solucionados o problema do equipamento de radioterapia em Aragua&iacute;na, e isso est&aacute; sendo providenciado. No s&aacute;bado, 15, j&aacute; hav&iacute;amos informado para os pacientes que a continuidade do tratamento seria realizado em Imperatriz e que nenhum paciente seria prejudicado&rdquo;,</em> disse Bonilha.<br />
<br />
<strong><u>Entenda</u></strong><br />
<br />
O servi&ccedil;o de radioterapia em Aragua&iacute;na foi interrompido por uma pend&ecirc;ncia junto a Ag&ecirc;ncia Nacional de Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria (Anvisa) relativa ao processo de importa&ccedil;&atilde;o do acelerador linear, m&aacute;quina utilizada no procedimento de radioterapia.<br />
<br />
Segundo o superintendente de Assuntos Jur&iacute;dicos da Sesau, Pablo Vin&iacute;cius F&eacute;lix de Araujo, a empresa respons&aacute;vel pelo servi&ccedil;o de radioterapia j&aacute; foi notificada para que sejam mantidos os atendimentos dos pacientes e apresentados os documentos necess&aacute;rios para sanar as pend&ecirc;ncias e libera&ccedil;&atilde;o do equipamento, mas at&eacute; o momento a empresa n&atilde;o se manifestou sobre o assunto<br />
<br />
O servi&ccedil;o ser&aacute; retomado em Aragua&iacute;na t&atilde;o logo sejam atendidos os crit&eacute;rios da Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria Estadual e Ag&ecirc;ncia Nacional de Vigil&acirc;ncia Sanit&aacute;ria (Anvisa), o que n&atilde;o h&aacute; data para ocorrer.</span>

Comentários pelo Facebook: