Seet
Sobral – 300×100

Acadêmicos de Araguaína vão vivenciar tradicional Romaria do Senhor do Bonfim

Agnaldo Araujo - |
Foto: Emerson Silva/divulgação
A romaria é uma tradicional festa no Tocantins

Agnaldo Araujo//AF Notícias

Um grupo de acadêmicos e professores da Universidade Federal do Tocantins em Araguaína vai acompanhar a trajetória dos fiéis rumo à Romaria do Senhor do Bonfim, em Natividade, para buscar entender como ocorre essa tradicional festa tocantinense. Os integrantes do projeto viajam nesta quarta-feira (09) e retornam no sábado (12).

O grupo é formado por cerca de 40 alunos de graduação e pós-graduação e também conta com a participação de três professores dos cursos de geografia e gestão em turismo. A tradicional celebração ocorre do dia 06 ao dia 17 de agosto e romeiros de todos os lugares do Estado vão enfrentar o sacrifício, pagar suas promessas e também agradecer as bênçãos recebidas durante o ano.

O professor do curso de geografia de Araguaína, Eliseu Pereira de Brito, afirmou que o projeto é também uma forma de divulgar essa tradicional festa no Estado. “Vamos fazer uma pesquisa sobre a questão dos romeiros, a vivência deles, os lugares sagrados e profanos que estão dentro da romaria, as manifestações religiosas. E vamos também abarcar a questão da receptividade do turismo, a lógica do espaço para receptividade desses sujeitos”, disse.

A acadêmica de geografia, Sarayane Marques Ferraz, vai participar pela primeira vez de uma romaria. “Vai ser uma experiência nova por participar da romaria, no qual eu nunca participei. Nós vamos com o propósito de conhecer de fato como é realizada a romaria e também com o objetivo de produção de trabalhos científicos, registrando assim essas ocorrências vividas”, contou.

Sarayane acrescentou que o grupo realmente vai presenciar a trajetória dos romeiros. “Vai ser interessante ver de perto essa procissão. Nós vamos subir as serras, entrar nos museus, vamos realmente vivenciar o que eles fazem”, completou.

Os resultados das pesquisas serão publicados em artigos científicos e o grupo pretende criar um banco de fotografias junto ao curso de geografia e apresentá-las em um evento posterior no campus.

Comentários pelo Facebook: