Sobral – 300×100
Seet

Açaiteria faz sucesso em Araguaína e abre filiais no Pará e Maranhão; cidade atrai novas empresas

Agnaldo Araujo - |
Foto:s Marcos Filho
Açaieteria localizada na Marginal Neblina

Há alguns anos, Araguaína era conhecida como a Capital do Boi Gordo devido a sua economia estar vinculada à pecuária. Atualmente, com o desenvolvimento e o fortalecimento dos outros setores, pode-se afirmar que a cidade é a Capital Econômica do Tocantins e celeiro de oportunidades para novas empresas. O Município conta hoje com infraestrutura, localização estratégica, economia forte e é referência na educação e saúde.

Empresas de ramos diferentes se instalam, abrem novas vagas de empregos, geram renda e oferecem diversos serviços para a população que mora na cidade e região. Franquias da cidade vêm se expandindo e variados ramos de negócios se instalam com o objetivo de investir e trazer inovações para diversas áreas.

Sem crise

Como é o caso do empreendimento do casal Ana Paula e Pedro Henrique, que abriu o seu negócio em 2015 na cidade. O gerente Nelci Heringer contou que o casal quis inovar na oferta de açaí na cidade, lançando um modelo self service. “Antes, o açaí era servido apenas na tigela, então eles tiveram a ideia de inovar nesse ramo na cidade”, explicou.

“Há 10 anos era um nicho mais fechado, era mais voltado para os atletas e isso foi mudando. Então a Açaiteria lançou esse novo modelo de self service para os seus clientes. Com esse novo modelo, também foi agregado sorvete com açaí”, comentou o gerente.

A Açaiteria começou em um espaço dividido com outra empresa do ramo alimentício e tinha apenas duas pessoas: a proprietária do estabelecimento e uma funcionária. Atualmente, a empresa tem 18 funcionários, duas unidades em Araguaína e está em mais nove cidades. São elas: Imperatriz (MA), Balsas (MA), Açailândia (MA), Xinguara (PA), Redenção (PA), Marabá (PA), Caxias (MA), Parauapebas (PA) e Gurupi (TO).

E não para por aí. Os proprietários planejam abrir filiais em mais outras quatro cidades: Anápolis (GO), Goiânia (GO), Luiz Eduardo Magalhães (BA) e Petrolina (PE).

Desde quando saiu do primeiro endereço que era dividido com outra empresa, o volume de clientes aumentou em torno de 50%, e agora, com mais uma nova unidade, aumentou mais 20%. “Mesmo com momentos de crise como o país vem passando, a Açaiteria nunca teve problema”, finalizou o gerente.

Potencial

O casal Glenda Lopes e Marcelo Machado também viu o potencial de Araguaína para abrir mais uma unidade do seu empreendimento na área educacional no Tocantins, o Instituto de Ensino GPS. Os dois abriram uma unidade na cidade e justificaram a escolha.

“Fizemos um levantamento logístico para avaliar o termômetro da cidade. Vimos que Araguaína tem um polo independente na área econômica e também tem um polo de faculdades. E isso mostrou o potencial que a cidade tem para a gente instalar uma unidade da empresa que está há seis anos no mercado”, explicou Glenda.

O instituto de ensino que oferece cursos preparatórios para concursos e exames da OAB, pós-graduação, está instalado em Palmas e em Taquaralto. A nova unidade em Araguaína oferece aulas nos períodos matutino, vespertino e noturno, com capacidade para mais de 300 alunos.

Foto: Marcos Filho
O casal Glenda Lopes e Marcelo Machado também viu o potencial de Araguaína para abrir mais uma unidade do seu empreendimento na área educacional no Tocantins

“Nova cara”

Conforme a prefeitura, nos últimos quatro anos, a infraestrutura de Araguaína tomou um novo rumo, com ações planejadas e investimentos que trouxeram uma nova cara para o Município. Houve investimento em mobilidade, acessibilidade e segurança no trânsito de toda a cidade, com a reconstrução de vias, pavimentação de mais de 300 km, implantação de ciclovia, sinalização, além da reorganização do tráfego, com a modificação do sentido de algumas ruas e avenidas.

E a cidade conta com um aeroporto que tem voos diários para a capital tocantinense, possibilitando assim a vinda de empresários de outras cidades e capitais.

Localização estratégica

Araguaína fica no corredor logístico para o escoamento da produção agrícola da região Centro-Oeste do País, tendo além de rodovias estaduais e federais, a Ferrovia Norte-Sul. A cidade também está na região de hidrovias Araguaia-Tocantins.

(Joselita Matos)

Comentários pelo Facebook: