Seet
Sobral – 300×100

Acusado de matar casal no TO é condenado a mais de 35 anos de prisão

Redação AF -
Foto: Divulgação
Valdomiro Alves de Oliveira foi condenado a 35 anos e seis meses de prisão

O Júri Popular de Paraíso do Tocantins acatou as teses do Ministério Público Estadual e condenou nesta quinta-feira (17), Valdomiro Alves de Oliveira a 35 anos, 6 meses de reclusão e multa, por tráfico de drogas e pelo homicídio do casal Wanderson Martins Gama e Janislea Souza Marques, praticado no início deste ano.

Segundo o Promotor de Justiça Caleb de Melo Filho, que sustentou a acusação, o crime foi motivado pelo sentimento de vingança que tomou conta de Valdomiro, em virtude do seu envolvimento em uma briga com a vítima Wanderson, motivada por dívidas de compra de drogas, no final de 2014.

O crime foi praticado no início de 2015, quando as vítimas comemoravam a passagem de ano em um bar de Paraíso, ocasião em que Valdomiro chegou ao local em uma moto conduzida por seu comparsa ainda não identificado e efetuou vários disparos. O primeiro tiro falhou e Janislea, na tentativa de defender o namorado, acabou sendo atingida por um segundo tiro à queima- roupa no peito, falecendo logo em seguida. Já a vítima Wanderson, tentou fugir após tomar o primeiro tiro, sendo alvejado pelas costas e no braço. O executor empreendeu fuga na moto que lhe aguardava, sendo preso horas depois pela Polícia Civil.

Diante dos fatos, Valdomiro foi condenado pelos dois homicídios, com as qualificadoras de uso de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas e por causar perigo comum, pois no bar estavam diversas pessoas”, explicou o promotor.

No momento da prisão, o executor ainda foi pego transportando considerável quantidade de drogas e dinheiro, sendo também condenado por tráfico de drogas.

Durante o julgamento, estavam presentes os familiares das vítimas, que usavam camisetas com fotografias das mesmas e clamavam por justiça.

 

Comentários pelo Facebook: