Acusado de matar peão de rodeio é espancado até a morte no presídio Barra da Grota

Redação AF -
Foto: Divulgação
Detento morto após briga dentro do presídio

Um detento foi espancado durante uma briga dentro da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, em Araguaina, na noite dessa terça-feira (20), e morreu após ser socorrido. Márcio Vinicius Carneiro Martins estava preso desde o dia 14 de julho do ano passado suspeito de participar do assassinato do peão de rodeio Getúlio Santos, durante a Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara).

A confusão entre os detentos ocorreu na cela 202 do pavilhão B. O preso ainda foi socorrido por agentes penitenciários, mas morreu no hospital devido a hemorragia interna. Contudo, ele identificou os agressores antes de morrer.

Três presos foram levados para a delegacia de plantão para prestar depoimento sobre o caso. Um procedimento administrativo também foi instaurado para investigar o crime.

A morte do peão

O peão paraense Getúlio Santos da Silva, de 26 anos, competia há oito anos em rodeios profissionais. No dia 26 de junho, ele estava numa casa alugada junto com outros peões quando criminosos invadiram o local e anunciaram o assalto. Getúlio se apresentaria no dia seguinte na abertura do rodeio da Expoara 2017.

Durante a ação criminosa, Getúlio estava saindo do quarto e foi surpreendido com um tiro na cabeça.

Comentários pelo Facebook: