Seet
Sobral – 300×100

Adão Oliveira entrega cargo de secretário de Educação devido a clima tenso entre PT e PMDB

Redação AF - |
Fotos: Elias Oliveira
Secretário Adão Francisco faz balanço da sua gestão na Educação

O secretário estadual de Educação, Juventude e Esporte (Seduc), Adão Oliveira, colocou o carga à disposição nesta quinta-feira (16/06) em razão da tensão política entre o seu partido (PT) e o partido de Marcelo Miranda (PMDB). Ele argumentou que a tensão nacional entre os partidos tem tido reflexos no Tocantins, gerando um incômodo e até um constrangimento ao governador. “Preciso deixar o governador à vontade para decidir sobre a minha permanência na secretaria”, disse.

A subsecretária da pasta, Morgana Nunes Tavares Gomes, assumiu o comando, interinamente. Morgana é técnica em Contabilidade, graduada em Administração e Direito.

Balanço

O petista ainda fez um balanço das ações durante o um ano e meio à frente da Seduc.

No setor pedagógico, uma das realizações fundamentais foi a produção do Plano Estadual de Educação (PEE), elaborado coletivamente com educadores de todos os recantos do Tocantins. O PEE é um plano que norteará as ações da Educação no Tocantins nos próximos 10 anos.

Uma das primeiras ações do secretário Adão Francisco de Oliveira na Seduc foi elaborar o diagnóstico sobre o Mapa da Desigualdade Socioeducacional do Tocantins, que apontou os índices e as áreas onde os gestores educacionais deveriam promover ações mais significativas.

Outra realização singular foram os estudos de Ressignificação Curricular, reunindo os educadores para discutir o novo Ensino Médio e sua integração com a Educação Profissional, tendo por objetivo ajudar os alunos a concluírem a Educação Básica e terem uma formação técnica, oferecendo mais oportunidades aos jovens das escolas públicas.

O Tocantins foi citado pelo Ministério da Educação como o sexto estado que teve a maior participação de educadores nas contribuições para a formação da Base Nacional Comum Curricular.

Seminários

A Educação do campo recebeu uma atenção especial, foi promovido o I Seminário de Educação do Campo, que teve como principal objetivo discutir um novo currículo, para que as escolas rurais tivessem um material pedagógico diferenciado.

Foi inaugurada a Escola Família Agrícola José Porfírio de Souza, no município de São Salvador, a Escola Família Agrícola de Esperantina e o Estado passou a administrar a Escola Família Agrícola Zé de Deus, de Colinas.

Além da realização do Seminário de Direitos Humanos; do Seminário do Programa Brasil Alfabetizado e do Seminário de Educação Integral. E houve a formação dos Grêmios Estudantis; a formação de parcerias estabelecidas com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) para a realização do projeto “Nós Propomos”, com a Fundação Universidade do Tocantins (Unitins) e com o Conselho Estadual de Defesa da Criança e do Adolescente (Cedeca) para a execução do projeto “Observatório dos Adolescentes”.

Obras

Nesse período foram concluídas obras de reformas, ampliações e reparos em 95 escolas, sendo que em 74 delas, os recursos foram repassados diretamente para as Associações de Apoio às Escolas. Ao todo, foram investidos R$ 10 milhões na melhoria do ambiente escolar.

Transporte escolar

Um dos desafios da gestão do secretário Adão Francisco foi a negociação com as prefeituras municipais sobre o transporte escolar. No início de 2015, o Estado devia oito parcelas dos repasses referentes ao ano de 2014, além de negociação da dívida com os municípios. Também o valor per capita do recurso por aluno alterou de R$ 4 para R$ 7.

Mobiliário

Foram investidos aproximadamente 2 milhões, provenientes do Tesouro Estadual, na aquisição de 9 mil carteiras escolares e 900 conjuntos para professores, que foram destinados a escolas de todas as 13 Diretorias Regionais de Educação, visando melhorar o ambiente escolar.

Maior desafio

Um dos maiores desafios enfrentados pelo secretário Adão Francisco foi incorporar a nova cultura conceitual sobre a educação integral, que compreende uma formação do aluno para a vida. A Educação Integral e Humanizada requer, além da dimensão intelectual/cognitiva, o desenvolvimento das dimensões emocional/afetiva; lúdico/artística; físico/motora; profissional/laborativa e acadêmico/científica.

E durante o primeiro semestre da gestão, todos os educadores participaram, em algum momento, de reunião ou capacitação para discutir essa nova educação ideal para o desenvolvimento da sociedade.

Salão do livro

Paralisado por dois anos, o maior evento literário da Região Norte do País voltou a ser realizado em 2015. Com um investimento de cerca de R$ 4,7 milhões, o 9º Salão do Livro superou as expectativas e atraiu um fluxo de mais de 350 mil pessoas ao Centro de Convenções Parque do Povo, entre os dias 19 e 27 de setembro.

Financeiramente, o evento movimentou um montante que gira em torno de R$ 7,5 milhões, aquecidos pelos mais de R$ 2,6 milhões investidos pelo Governo do Estado no Cartão Livro – dado a professores e servidores das escolas da rede estadual para a aquisição de obras literárias durante o Salão. “Para nós isso é fabuloso, é magnífico e representa o quanto as pessoas do Tocantins almejavam o retorno de um evento que reunisse educação, cultura e manifestações artísticas”, frisou Adão Francisco.

Jogos Estudantis

Apostar no talento dos jovens estudantes é um dos objetivos do Governo do Estado ao investir na realização das etapas regional e estadual dos Jogos Estudantis do Tocantins (JETs) e Parajets.

No ano passado, os atletas que disputaram as Paralimpíadas Escolares trouxeram 12 medalhas, sendo cinco de ouro, revelando talentos infantojuvenis e possibilitando, aos professores, meios de mostrarem os resultados dos excelentes trabalhos.

Para finalizar, alunos e educadores da Rede Estadual de Educação tiveram a honra de serem selecionados para carregar a Tocha Olímpica durante evento realizado no último dia 11, na Capital.

Tocantins referência

No encontro de secretários do Consórcio Brasil Central foi criada a Câmara de Educação, visando oferecer uma educação de qualidade, aliada à formação e à qualificação dos estudantes para o mercado de trabalho.

De acordo com Adão Francisco, a formação da Câmara servirá como referência em educação para todo o País. “Utilizar os princípios da Educação Integral e Humanizada, que já estão sendo aplicados no Tocantins, nos dá a certeza de que tomamos o caminho certo”.

Sempre educador

Assim, o secretário Adão Francisco deixa a Pasta da Educação, compartilhando um importante legado e, como educador, continuará no exercício de sua função de professor universitário e de pesquisador sobre os novos paradigmas da educação e sua evolução ao longo dos tempos. E também o seu papel de escritor, compartilhando seus pensamentos, impressões e ideias com outros educadores e filósofos da vida.

Comentários pelo Facebook: