Seet
Sobral – 300×100

Adolescentes queimam colchões e destroem alojamentos em Centro de Internação; “cenário de guerra”, diz defensor

Redação AF -
Foto: Loise Maria
Princípio de motim foi registrado no Centro de Internação em Palmas.

Adolescentes que estão internados no Centro de Atendimento Socioeducativo de Palmas (Case) fizeram um princípio de motim na noite da última quarta-feira (09/03). Segundo informações de funcionários da unidade, os adolescentes do Bloco B queimaram colchões e destruíram os alojamentos.

Os internos ainda cavaram um buraco num dos banheiros e três conseguiram fugir. O bloco atualmente está interditado e os adolescentes foram transferidos para outros alojamentos.

O coordenador do Núcleo de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública, defensor público Elson Stecca, esteve nesta sexta-feira (11/03) na unidade para conferir a situação.

Durante a visita o defensor público conversou com os adolescentes, verificou a situação do bloco destruído e confirmou a precariedade da estrutura do prédio, que não é adequado para um centro socioeducativo. As paredes são frágeis e são construídas com estacas de ferro, que podem facilmente ser utilizadas como armas ou ferramentas para cavar buracos no piso.

“É impressionante como a situação no CASE sempre piora. O cenário de guerra que encontramos na última vistoria conjunta realizada com outros órgãos de defesa dos direitos das crianças e adolescentes no fim de fevereiro não chega aos pés do que vimos hoje nesse local”, afirmou o defensor público Elson Stecca.

Nos próximos dias o CASE deve passar por uma reforma que vem sendo adiada desde o ano passado, e, segundo funcionários do Centro, todos os adolescentes serão transferidos na semana que vem para outras unidades.

Ainda nesta sexta-feira, 11, o defensor público esteve também no Centro de Internação Provisória de Palmas (CEIP), para verificar a situação do prédio que deve receber vários internos do CASE durante a reforma.

Comentários pelo Facebook: