Seet
Sobral – 300×100

Advogada de Araguaína assume presidência da Comissão de Proteção e Defesa da Mulher na OAB

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Com foco nos direitos e prerrogativas das profissionais, OAB Tocantins cria Comissão da Mulher

A seccional da Ordem dos Advogados do Brasil Tocantins (OAB-TO) deu posse na tarde desta quinta-feira, 4, à Comissão de Proteção e Defesa da Mulher. O objetivo é lutar pelas garantias dos direitos da mulher na sociedade, combate ao preconceito e foco na defesa das prerrogativas das profissionais do Direito no Estado.

A comissão é formada por 28 advogadas que atuam na Capital e várias regiões do Estado do Tocantins. A cerimônia ocorreu na sala da presidência da entidade, em Palmas.

A presidência da comissão ficou com a advogada Letícia Aparecida Braga dos Santos Bittencourt, de Araguaína. Letícia afirmou durante a posse que o grupo terá “independência” e”“presença” como principais vertentes do trabalho.

“Esta comissão primará pela independência e presença. Independência na atuação pelos direitos da mulher na sociedade e respeito às prerrogativas das advogadas. Vamos combater o preconceito tanto dentro como fora de nossa profissão”, declarou Letícia, após agradecer as demais integrantes da comissão, quando pediu ainda mais empenho e colaboração para desenvolver as atividades do grupo dentro da Ordem.

Letícia é também professora universitária e disputou a eleição pela presidência da Subseção da OAB em Araguaína, ficando na segunda colocação com 108 votos.

O presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi, afirmou que a criação da comissão é mais uma iniciativa de resgatar os valores da Ordem no Tocantins. “Essa comissão tem muito o que fazer em prol da mulher lá fora, das nossas colegas profissionais e que vai ter reflexos em toda a classe”, declarou.

Ohofugi lembrou que o papel da comissão se torna ainda mais relevante pelo fato de a OAB Nacional ter definido 2016 como o Ano da Mulher Advogada. “Está se articulando a implementação do Plano Nacional de Valorização da Mulher Advogada. Diante disso, o papel de vocês fica ainda maior e com maior responsabilidade”, disse Ohofugi ao se dirigir às integrantes da comissão. “A OAB Tocantins tem 57% do seu conselho formado por mulheres. E, por si só, já é uma representação relevante. Com a comissão, o espaço é ainda maior”, finalizou

Comentários pelo Facebook: