Sobral – 300×100
Seet

Advogado denuncia ameaça de morte durante reunião com trabalhadores em Araguaína

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Advogado Silvano Lima

O advogado Silvano Lima Rezende denunciou à Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB-TO) uma tentativa de intimidação com ameaças de morte em decorrência do exercício profissional. O episódio teria ocorrido durante reunião na zona rural de Araguaína.

Silvano Lima contou que o caso ocorreu no dia 17 de setembro quando ele estava em reunião com trabalhadores rurais prestando contas dos processos judiciais e administrativos da desapropriação de uma área rural.

A reunião acontecia na área discutida judicialmente quando o advogado e os trabalhadores foram surpreendidos por um grupo de homens supostamente armados. Segundo a OAB, um dos homens criou uma situação tensa e intimidatória, provocando um grande tumulto.

Ainda segundo a OAB, o advogado sofreu também várias acusações ‘levianas e inverídicas’, com tom de ameaças de morte. A presidente da comunidade também teria sido ameaçada.

A OAB acompanha o caso através da Procuradoria de defesa de Prerrogativas e Valorização da Advocacia. O presidente da Ordem, Walter Ohofugi destacou que a OAB está vigilante no caso. “A OAB-TO não aceita qualquer violação de prerrogativas profissionais da advocacia. Quem está descontente com processos judiciais ou administrativos tem que usar os meios legais para recorrer, nunca intimidar profissionais”, destacou.

OUTROS CASOS

No mês de julho de 2017, a advogada criminalista de Araguaína Ludimila Borges, de 27 anos, foi sequestrada em seu escritório abandonada amarrada na TO-416, nas proximidades da cidade de Piraquê. Ela estava dopada, porém, o sequestrador não levou nenhum pertence seu.

Também no mês de julho, o advogado Danillo Sandes Pereira, de 30 anos, foi executado com tiros na nuca ao sair com destino à Filadélfia, por se recusar a ocultar bens de uma herança avaliada em R$ 7 milhões.

LEIA MAIS…

Polícia Civil prende suposto mandante da morte do advogado Danillo Sandes e desvenda crime

Policial do Pará é preso suspeito de participar da morte do advogado Danillo Sandes; mais dois são procurados

Comentários pelo Facebook: