Seet
Sobral – 300×100

Advogado morre carbonizado em queda de monomotor em Palmas; piloto sobrevive

Redação AF -
Foto: Divulgação
Advogado morreu carbonizado.

O advogado José Simone Nastari, de 63 anos, morreu na tarde deste domingo (20)  após a queda de um monomotor na zona rural de Palmas. O acidente aconteceu a cerca de 100 metros de uma pista particular no local chamado de sítio Flyer.

O monomotor estava sendo pilotado por Paulo Sérgio de Sousa. Ele conseguiu se arrastar e sobreviveu.

Já o advogado ficou preso às ferragens e foi carbonizado após a aeronave pegar fogo. O Samu e o Corpo de Bombeiros prestaram atendimento no local e o corpo foi recolhido pelo IML.

A superintendência da Infraero no Tocantins informou que o local é usado por vários aeroclubes, mas não é homologado e por isso não opera com planos de voo.

O comandante Marcelino Oliveira, que tem mais de 30 anos de experiência, disse que esse tipo de aeronave não precisa decolar de uma pista homologada.

“Essa aeronave é classificada como ultraleve, isso permite que o piloto possa declarar no plano de voo como destino uma pista não homologada. Ou seja, o Fox 100 pode operar em pista não homologada”, explicou.

Uma equipe de peritos deve ser enviada pelo Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa).

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins (OAB-TO) lamentou a morte do advogado José Simone Nastari, 63 anos. José Nastari tinha inscrição originária na Ordem de São Paulo e inscrição suplementar no Tocantins. Ele advogava desde o ano 2000.

“Neste momento de dor imensurável, a OAB-TO reforça votos de força a todos os familiares e amigos de José Nastari”, disse a nota.

Com informações do G1.

 VÍDEO

Comentários pelo Facebook: