Seet
Sobral – 300×100

Advogados de Araguaína defendem valorização da advocacia previdenciária e conscientizam população

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Ação faz parte da campanha de valorização da advocacia previdenciária

Quem procurou a agência de Araguaína do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS), na manhã desta quinta-feira (25/08), também teve a oportunidade de conversar e tirar dúvidas com um grupo de advogados que atuam na campanha de valorização da advocacia previdenciária.

Conforme o presidente da Subseção da OAB de Araguaína, José Quezado, esse é um movimento pioneiro no país que busca levar esclarecimentos à população, principalmente em relação aos percentuais de honorários que podem ser cobrados dos clientes. Foram também distribuídos panfletos informativos.

A campanha faz parte de um acordo do Ministério Público Federal (MPF) com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Ação Civil Pública, onde ficou definido que o advogado pode cobrar no mínimo 20% e máximo 50%, considerando o retroativo do benefício previdenciário e a soma das 12 primeiras parcelas.

O conselheiro federal da OAB, advogado André Francelino Moura, afirmou que a campanha é importante para esclarecer a população e reforçar a importância do advogado, pois é o caminho mais rápido para assegurar o direito a benefícios previdenciários.

O conselheiro lembra alguns cuidados que o cliente deve ter ao contratar um profissional, entre eles certificar que esteja devidamente inscrito na OAB, fazer um contrato exclusivamente na forma escrita e, sendo pessoa analfabeta, o contrato deve ser assinado por duas testemunhas.

Comentários pelo Facebook: