Sobral – 300×100
Seet

Amastha volta atrás e reconhece importância de figuras da ‘velha política’ para o Estado

Redação - | - 504 views
Foto: Reprodução Facebook
Prefeito em entrevista ao Direto Ao Ponto

O prefeito de Palmas Carlos Amastha (PSB) aparentemente mudou o teor de seu discurso sobre os políticos tocantinenses.

Em uma recente entrevista concedida ao programa de rádio Direto Ao Ponto Tocantins, o também pré-candidato ao governo reconheceu a importância de figuras históricas como o ex-governador José Wilson Siqueira Campos.

Ao se lembrar do aniversário do Estado (5 de outubro), Amastha disse que o Tocantins é ‘um milagre maravilhoso’ e que é preciso reconhecer pessoas que fizeram com que ele existisse, como o ex-governador Siqueira Campos.

O diálogo do prefeito com os jornalistas da rádio é destoante ao que ele fez em suas últimas reuniões políticas.

Em sua visita à Araguaína, Amastha xingou gestores, que para ele são membros da ‘velha política’, e disse que Siqueira é um ‘ancião de 90 anos’, não podendo assim pleitear o Senado.

PRÉ – CANDIDATURA 

Questionado sobre a veracidade da sua pré-candidatura, Amastha se esquivou. “Me convidem novamente para eu responder essa pergunta”, disse aos jornalistas.

O gestor continuou ressaltando que é transparente e que ainda não tem certeza da sua pré-candidatura, pois precisa ter mais confiança no trabalho da vice-prefeita de Palmas Cinthia Ribeiro (PSDB), que assumirá a Capital caso ele renuncie ao mandato de prefeito para concorrer ao Governo do Estado nas eleições de 2018.

Amastha garantiu que existe sim uma possibilidade de seu nome estar nas urnas para disputar o Palácio Araguaia, mas que depende de Cinthia e de outros fatores não detalhados.

Apesar de não confirmar sua pré-candidatura, o prefeito declarou que viajará os 139 municípios tocantinenses para pedir voto. “Para mim e ou para outro candidato que eu acredito”, afirmou.  

MÁ GESTÃO

Sua indignação com a atual gestão do Estado continua. Amastha ressaltou na entrevista que tem se deparado com coisas que demonstram total “incapacidade, falta de organização e planejamento de governo”. 

Ele enfatizou mais uma vez que o Estado precisa de algo novo e que ajudará a construir de alguma forma esta mudança.  Mas, desta vez não xingou Marcelo Miranda (PMDB) ou outros membros de sua gestão.

(As informações são do programa de rádio Direto Ao Ponto Tocantins)

LEIA MAIS…

Crítica de Amastha à idade de Siqueira tem repercussão negativa no meio político: ‘grande tiro no pé’

Amastha xinga políticos e foge de entrevista irritado ao ser questionado sobre investigação da PF

Comentários pelo Facebook: