Sobral – 300×100
Seet

Após saúde e educação, servidores do quadro geral também deflagram greve

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação/Sisepe
A greve começa a partir da próxima terça, 09

Por unanimidade, a categoria de servidores públicos do Estado do Tocantins aprovou a deflagração de greve geral, por tempo indeterminando, iniciando a partir da próxima terça-feira (09/08). A decisão foi tomada em Assembleia Geral Extraordinária realizada pelo Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (Sisepe-TO) na tarde da última sexta-feira (05/08), em Palmas.

Aproximadamente 1.000 servidores vindos de diversas cidades do interior do Estado e da Capital lotaram o local que sediou o encontro. O clima de indignação e revolta com o não pagamento da data-base foi predominante durante toda a Assembleia Geral, que contou com a presença de diversas lideranças do Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO).

Os servidores do Quadro Geral estão de parabéns porque atenderam a convocação do SISEPE-TO e vieram para a Assembleia Geral em grande número. Também tivemos a participação de diversos colegas presidentes de sindicatos que foram conferir de perto o clamor da categoria pelo pagamento da data-base. A Assembleia de hoje só mostrou o tamanho da insatisfação do servidor público com o Governo Marcelo Miranda. A aprovação da greve foi unanimidade, ninguém se posicionou contra a deflagração”, relatou o presidente do Sisepe-TO, Cleiton Pinheiro.

Segundo o presidente, após a aprovação, foram divulgados os locais de concentração dos servidores em cada cidade. “Este ano, o servidor não vai permanecer no órgão durante a greve. Cada cidade vai ter um local de concentração para onde o servidor vai se dirigir e assinar a lista de frequência que deverá ser devolvida para o Sindicato”, explicou.

Também foi entregue material de divulgação e orientação sobre a greve. “O Sisepe-TO organizou um kit com adesivos, apitos, coletes, cartilhas explicativas, faixas e tudo mais que será necessário durante o movimento. Na Assembleia, um representante de cada município ficou responsável por pegar o kit para levar até a sua cidade, onde compartilhará com os seus colegas”, relatou Pinheiro.

Palácio Araguaia

Após a votação, os servidores seguiram para o Palácio Araguaia onde acompanharam o protocolo do ofício que comunicou ao Governador do Estado, a decisão sobre a greve. Com a entrega do ofício, o Sisepe-TO cumpre a lei de greve e obedece o prazo estabelecido para enviar aos órgãos competentes o comunicado sobre a greve e os serviços que sofrerão interrupção.

Greve Geral

Com a deliberação desta sexta, o Sisepe-TO ratificou a decisão da Assembleia Geral Extraordinária do dia 11 de junho, quando, no auditório da Assembleia Legislativa, os servidores aprovaram que, caso a negociação da data-base não avançasse, haveria deflagração de greve geral coordenada pelo MUSME-TO.

Greve na saúde e educação

Na tarde da última quinta-feira (04/08), a categoria da saúde e da Educação, representadas respectivamente pelo Sindicato dos Trabalhadores em Saúde no Estado do Tocantins (SINTRAS) e pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (SINTET), também aprovaram a deflagração de greve a partir do dia 09. As demais categorias integrantes do MUSME-TO já realizaram assembleias em junho, onde também aprovaram a deflagração de greve.

Reivindicações

Os servidores públicos do Poder Executivo reivindicam o pagamento dos retroativos da data-base 2015, além da implantação do índice de 9,8307% referente à data-base 2016.  (Sisepe-TO)

Comentários pelo Facebook: