Araguaína abre calendário do Circuito Boi Verde 2018 na Exposição Agropecuária

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Mais de 300 animais de porte devem participar do evento em Araguaína

Araguaína sediará a 1ª Etapa do Circuito Boi Verde nos dias 06 e 07 de junho na unidade do frigorífico JBS. O evento, de iniciativa da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) faz parte da programação da 50ª Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara).

Mais de 300 animais Nelore de criadores de Araguaína e cidades circunvizinhas devem participar da 1ª etapa de Julgamentos de Carcaças 2018. O coordenador do Circuito Boi Verde e gerente de produto da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil, Guilherme Alves falou sobre a importância do evento.

“É a primeira vez que o Circuito Boi Verde será realizado nesta unidade do JBS. A ACNB tem se empenhado na expansão dessa importante iniciativa e, cada vez mais, trabalha para promover o Circuito em novas regiões”, disse.

O Circuito Boi Verde de Julgamento de Carcaças Bovinas tem por objetivo avaliar os animais Nelore criados nas diversas regiões do país, evidenciando a capacidade da raça de produzir carne bovina com qualidade, em quantidade. A avaliação das carcaças dos animais permite mostrar tanto ao produtor como ao mercado, o estágio atual de algumas características importantes para a eficiência do produtor e para o atendimento das necessidades da indústria frigorífica, como idade de abate, peso de carcaça, acabamento de gordura, dentre outros.

“A produção de carne de qualidade superior começa na genética utilizada e na forma de criação dos animais. No Brasil, a base para a produção de carne é a raça Nelore. O Circuito Boi Verde procura mostrar o efeito do uso de genética selecionada na produtividade da raça, em diferentes ambientes”, explicou o coordenador.

O responsável pela compra e venda de gado da unidade de Araguaína da JBS, Rubens José de Souza Cunha Neto, ressalta que “a participação da JBS no Circuito Boi Verde contribui bastante para impulsionar o relacionamento da empresa com os produtores e também incentivá-los a participar deste projeto que visa ao final, produzir carne de melhor qualidade”.

Rubens informa que na etapa de Araguaína será possível demostrar as principais características da raça. “Mostraremos a qualidade dos animais da raça Nelore criados no Tocantins”. A expectativa é reunir 300 animais bem acabados, padronizados, com peso médio de abate de 18,[email protected], e idade entre 24 a 36 meses.

Mais informações pelo telefone (11) 3293-8900 ou e-mail: [email protected]. Para informações sobre compra de gado: (63) 3549-2301.

Comentários pelo Facebook: