Seet
Sobral – 300×100

Araguaína registra crescimento de 91% no número de homicídios em 2015 e retrata “nível de epidemia”

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Média de homicídios em Araguaína chega a 40,54 para cada 100 mil habitantes.

A média de homicídios registrados em Araguaína (TO), no ano de 2015, para cada 100 mil habitantes é quase o dobro da média nacional, registrada em 2014. Segundo dados da Polícia Militar, 69 pessoas foram assassinadas em Araguaína durante todo o ano de 2015.

O número representa uma média de 40,54 homicídios para cada 100 mil habitantes. Para se ter noção da gravidade, em 2014, a média nacional foi de 25,81. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera que taxas acima de 10 por 100 mil habitantes configuram “nível de epidemia”.

A quantidade de homicídios em Araguaína também representa um aumento de 91% nos casos quando comparado a 2014, com 33 mortes a mais.

O relatório divulgado pelo 2º Batalhão de Polícia Militar apontou que 36 pessoas foram mortas no ano de 2014.  Em 2013 o número foi 25% maior, chegando a 48 assassinatos.

O Comando da PM justificou que 91% das mortes no ano de 2015 possuíam relação com o tráfico de drogas ou outros delitos. Significa dizer que, das 69 pessoas mortas em Araguaína, 62 delas tiveram como motivação causas relacionadas ao próprio mundo do crime.

Já as investigações para identificar e prender os autores dos homicídios ficam a cargo da Polícia Civil, mas não há dados sobre a quantidade de crimes solucionados.

Comentários pelo Facebook: