Seet
Sobral – 300×100

Assaltante que matou policial em Palmas é velado em Câmara de Vereadores; moradores questionam

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
Alguns moradores discordaram do uso do prédio público para o velório do suspeito

Alguns cidadãos de Barrolândia ficaram revoltados com o fato de Lucas Lustosa Maciel, de 18 anos, morto em Palmas durante uma tentativa de assalto que resultou na morte do policial militar Ivan Borges de Lima, ter sido velado na Câmara de Vereadores daquela cidade e com bandeiras a meio mastro em sinal de luto.

Maciel e outro suspeito, identificado como Osvaldo de Araújo Costa Filho, de 26 anos, teriam tentado assaltar uma distribuidora de ferros na tarde da última sexta-feira (1/04), mas foram surpreendidos pelo policial, que reagiu ao assalto. Houve troca de tiros e tanto o policial como os dois assaltantes acabaram mortos. Um deles era filho de um sargento da PM e outro enteado de um subtenente.

Numa página de moradores da cidade numa rede social, o assunto foi amplamente debatido. “Então, um local onde velam pessoas pioneiras, com bons méritos, pessoas de bem, velam também pessoas que fazem o mal contra estes mesmos“, comentou um internauta.

Outro cidadão tentou defender a atitude de quem cedeu o espaço para o velório: “Tenho certeza que os vereadores abriram as portas da câmara para seus familiares, não para o sujeito que praticou o homicídio“. E houve quem questionasse as intenções “Afinal, cederam o local por atitudes humanas ou politicas futuramente?“.

Sobre os boatos de que as bandeiras teriam ficado hasteadas a meio mastro em sinal de luto, o presidente da Câmara, Paulo Vadeis (PSDB), negou que isso tenha acontecido e disse que pessoas estão “aproveitando” a oportunidade para denegrir a imagem do Legislativo Municipal.

Enterro Soldado Ivan

O enterro do soldado da PM Ivan Borges de Lima aconteceu na manhã deste domingo (03/04), no cemitério Jardim das Acácias, em Palmas.

Durante o cortejo, o corpo foi transportado em um carro do Corpo de Bombeiros, seguido por dezenas de viaturas das Polícias Militar e Civil (PC) com sirenes ligadas. A cerimônia foi marcada por homenagens de parentes e amigos de corporação.

Comentários pelo Facebook: