Seet
Sobral – 300×100

Assembleia diz que não há ‘servidores fantasmas’ indicados por deputados

Redação - |
Foto: Silvio Santos
Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins.

Em resposta ao  AF Notícias , a Assembleia Legislativa do Tocantins (AL-TO) negou a existência de qualquer servidor fantasma na Casa, ao contrário do que diz uma denúncia apresentada ao Ministério Público Estadual (MPE).

Conforme uma nota da assessoria da AL, não existem servidores fantasmas na Casa, pois a “a atual gestão preza pela legalidade, moralidade e transparência”. 

A assessoria continua sua argumentação dizendo que as denúncias, ainda que anônimas, serão apuradas e que a Casa de Leis estará à disposição do MPE e qualquer outro órgão de controle para investigar os fatos.

INQUÉRITOS

O promotor Miguel Batista de Siqueira Filho já instaurou um inquérito para investigar a existência de servidores fantasmas na Assembleia. Neste procedimento, o MPE apura uma denúncia contra  os deputados estaduais Olyntho Neto (PSDB), Mauro Carlesse (PHS), Wanderlei Barbosa (SD) e Toinho Andrade (PSD) que teriam servidores nomeados apenas assinando o ponto na Casa de Leis.

Outro inquérito instaurado pelo MPE para investigar a Casa de Leis, apura a existência de mais de 60 servidores fantasmas. Conforme o órgão, na Portaria de Instauração, assinada no último dia 27, o procedimento irá verificar o enriquecimento ilícito destas pessoas que estariam recebendo remuneração sem a devida contraprestação laboral.

 

LEIA MAIS…

Servidores indicados por Carlesse, Olyntho, Wanderlei e Toinho só assinam o ponto, diz denúncia

 

Comentários pelo Facebook: