Sobral – 300×100
Seet

Atendimento ao Plansaúde é suspenso mais uma vez devido à dívida de R$ 70 milhões

Redação -
Foto: Divulgação
Atendimento aos usuários do Plansaúde é suspenso novamente.

Em nota enviada à imprensa na noite desta terça-feira (3), o Sindicato de Hospitais e Estabelecimentos do Tocantins (Sindessto) afirmou que a partir de hoje (4), o atendimento ao Plansaúde estará suspenso mais uma vez por tempo indeterminado. Isto porque, segundo a entidade, há muitas faturas do plano em atraso (meses abril, maio, junho e julho) e o Estado não negocia.

Ao todo, a dívida do governo com os prestadores de serviços já custa R$ 70 milhões.

Conforme o Sindicato, os prestadores de serviços já haviam ameaçado suspender o atendimento a partir do dia 27, numa tentativa que o Estado apresentasse uma proposta de pagamento da dívida.

No entanto, não houve retorno da Secretaria de Administração. Por esta razão, alegando não estar mais “suportando o desequilíbrio financeiro causado por esses atrasos”, o Sindicato anunciou que os serviços estão suspensos a partir de hoje (04/10/2017).

Os fornecedores suspenderam o atendimento ao Plansaúde por várias vezes na atual gestão do governo do Estado.

NOTA:

“O SINDESSTO vem a público comunicar que após diversas tentativas de negociação com a Secretaria de Administração para recebimento das faturas do PlanSaúde em atraso (meses abril, maio, junho e julho), junto a rede prestadora de serviços de saúde, e frente ao descumprimento por parte do Estado dos acordos judiciais firmados com os prestadores, os mesmos, não suportando mais o desequilíbrio financeiro causado por esses atrasos, SUSPENDERÃO os atendimentos aos usuários Plansaúde por tempo indeterminado, a partir das 00h00 do dia 04/10/2017“.

Comentários pelo Facebook: